TIM Brasil: 5G é mais uma política de Estado do que um negócio de telecom

Ana Paula Lobo ... 05/12/2019 ... Convergência Digital

O 5G é muito mais uma política de Estado do que um negócio para as operadoras de Telecom, advertiu o CEO da TIM Brasil, Pietro Labriola, em encontro com a imprensa nesta quinta-feira, 05/12, em São Paulo. O executivo insistiu que se o leilão for arrecadatório - e há a preocupação nesse sentido uma vez que a venda das frequências do 5G entrou no programa de Privatização do Governo Bolsonaro e passou à Casa Civil - as operadoras não vão ter dinheiro para comprar frequência e instalar redes ao mesmo tempo.

"Precisamos dizer que para as operadoras o 5G não será de fácil monetização no curto prazo. O 4G o foi. Foi possível falar para o acionista. Investe que vamos ganhar dinheiro logo. No 5G, o cenário é outro. Quem ganha de verdade é o Estado. São aplicações de segurança, de educação de telemedicina viabilizadas pela tecnologia", sustentou. O CTIO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville, lembra que o 5G não vai minimizar os aportes no 4G. "O 4G será o pilar dos negócios e das redes pelo menos até 2028", afirmou.

O CEO da TIM Brasil  espera que o modelo de leilão seja diferente do proposto pelo conselheiro Vicente Aquino à Anatel. "Não se pode ter uma operadora com 120 Mhz e as outras tendo de dividir o restante, com 60 Mhz destinado aos provedores regionais. Esse modelo não é justo para quem já investiu no Brasil", reforçou. A decisão do modelo será tomada no dia 12/12, pelo Conselho Diretor da Anatel.

Mesmo que a Lei Geral de Telecom e o próprio novo marco legal, ainda à espera de regulamentação da Anatel, não permita uma aquisição integral entre as operadoras e o assunto tenha de passar por uma intevenção do governo, a TIM Brasil disse que se a Oi colocar à venda a operação móvel, irá estudar a aquisição. "Toda e qualquer frequência nos interessa como ativo de negócio".

Em busca de "um Brasil que ganha" como disse ao se referir ao ano de 2020 e as conquistas do Flamengo na América e no Brasil, Labriola se mostrou interessado em entrar na disputa pelos serviços financeiros às classes C, D e E por meio do pré-pago, que depois de um baque significativo, sinaliza uma recuperação nos últimos dois meses. "Outubro foi uma boa retomada no pré-pago, novembro foi no mesmo modelo e precisamos ver dezembro, mas a retomada do pré-pago é um ótimo sinal para o mercado e nos permite pensar em diferentes serviços", adiantou.




Internet Móvel 3G 4G
Teles negociam embarcar pagamentos no PIX

Banco Central negocia com o SindiTelebrasil a incorporação das operadoras de telecomunicçaões como recebedoras no sistema PIX, de pagamento instantâneo. Operadoras também adiantam a ideia de ter uma carteira digital comum, a partir da base de clientes pré-pago, ou mais de 100 milhões de consumidores.

Anatel recria 10 colegiados após extinção por Decreto presidencial

Uso do Espectro, Defesa dos Usuários, Prestadoras de Pequeno Porte, Aferição da Qualidade, Ofertas de Atacado, Acompanhamento de Redes são alguns dos grupos reestabelecidos pela agência. 

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G