Clicky

GESTÃO

"Avalie prazo de pagamento antes de se aventurar em licitação pública", adverte diretora da Central de Compras

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/12/2020 ... Convergência Digital

A política de dados abertos, especialmente com a divulgação de informações sobre o uso do Orçamento por meio do Portal da Transparência, pode ser aliada dos fornecedores ao governo. Em especial para evitar a frustração com os prazos de pagamentos na administração pública.

Como alertou a diretora da Central de Compras do Ministério da Economia, Lara Brainer, ao participar nesta segunda, 7/12, do 5x5 Tec Summit, a expectativa de que o pagamento será feito imediatamente após a emissão da fatura não é realista.

“Temos prazos legais de pagamento previstos na Lei 8666/93. Mas é importante que quem vai participar da licitação tome ciência de qual é o prazo de pagamento. Porque tem quem ache que é só apresentar a nota fiscal e no dia seguinte está recebendo. Existem procedimentos administrativos a serem feitos”, destacou. 

Como reconheceu, “não é que não exista atraso. Depende do órgão, do ente federado. Mas na administração pública federal estamos tendo uma melhora na contratação, na fiscalização e também no pagamento. A Central de Compras não paga atrasado. O mercado pode ficar tranquilo com isso, além de acompanhar no Portal da Transparência.”

A ferramenta, ressaltou, “permite acompanhar e é importante que empresas façam essa análise antes de se ‘aventurarem’, entre aspas, no processo licitatório. Porque se um órgão tem pagamentos em 30 dias após a nota fiscal e preciso receber em 10 dias, não posso participar dessa licitação porque vou ter problemas. Na Central de Compras temos cinco dias úteis de ateste da nota fiscal, ou devolução, e cinco dias úteis após ateste para pagamento. Portanto, pagamos em 10 dias úteis após o faturamento”.

Assistam o debate sobre Compras Públicas no Brasil, realizado no 5x5 TecSummit, que continua até o dia 11 de dezembro. Amanhã, dia 08 é dia de discutir Saúde Digital. No dia 09, será a vez do setor de energia. No dia 11, o debate é sobre tecnologia e finanças. O evento acaba no dia 10 de dezembro, com um debate sobre tecnologia e entretenimento. Inscrevam-se!


Carreira
Empresa de TI é obrigada a pagar PLR depois de disputa judicial

Sonda do Brasil terá de pagar PLR para 1791 trabalhadores, referente ao ano de 2014, depois de disputa judicial com o Sindp/SP. Outras oito ações seguem tramitando na Justiça.

eSocial Simplificado: ambiente de produção restrita fica disponível partir de 04 de março

Qualquer empresa poderá utilizar o ambiente de produção restrita para enviar seus eventos e fazer os testes, antes da início oficial do eSocial Simplificado.

Pedido pelo WhatsApp não vale como prova de acordo trabalhista

TRT-GO manteve demissão de funcionário que queria usar mensagem enviada pelo aplicativo como motivo para rescisão consensual. 

Aeroporto de Brasília automatiza medição de temperatura no combate à Covid-19

O sistema, que também detecta a utilização de máscaras tem objetivo de aprimorar a segurança do terminal e o controle de viajantes que chegam à capital federal.

Receita aperta o cerco as criptomoedas e as moedas digitais no IR 2021

Programa gerador, agora, tem códigos para bitcoins, para outras moedas digitais, como a ether, XRP, entre outras e para os demais criptoativos, ativos não considerados criptomoedas, mas classificadas como security tokens ou utility tokens.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G