TELECOM

Procon notifica Google e teles sobre bloqueio à Huawei. Fabricante nega qualquer restrição no Brasil

Convergência Digital ... 30/05/2019 ... Convergência Digital

O Procon de São Paulo - antes mesmo que se tenha um fato concreto sobre a questão google/Huawei - uma vez que as sanções foram prorrogadas por 90 dias pelo governo dos Estados Unidos-  notificou nesta quinta-feira, 30/5, as principais operadoras móveis do país, além de grupos varejistas e a própria Google para pedir esclarecimentos sobre quais serão os impactos aos consumidores do bloqueio comercial americano contra a chinesa Huawei e especialmente a adesão da dona do sistema operacional Android à medida.

“O Procon-SP pediu que as empresas expliquem em detalhe o fato noticiado, bem como as implicações aos consumidores que se utilizam deste sistema operacional por meio dos aparelhos da empresa Huawei”, informa a Fundação Procon.

Em nota oficial, divulgada depois do comunicado do Procon, a Huawei Brasil enfatiza que  "Todos os smartphones existentes no portfolio da Huawei, ou seja, aqueles que já foram vendidos e aqueles que estão atualmente à venda e em estoque, inclusive o P30 Pro e o P30 lite, podem ser usados normalmente e não serão afetados. Além disso, esses dispositivos podem continuar a usar e atualizar serviços do Google, como o Google Play, o Gmail, etc. Da mesma forma, esses produtos continuarão recebendo atualizações dos patches de segurança do Google e poderão atualizar, sem nenhum problema, todos os aplicativos disponíveis no Google Play, incluindo todos os aplicativos de terceiros."

Além da própria Huawei e da Google, diretamente envolvidas na guerra comercial dos governos, mas que ainda mantém suas relações, uma vez que a suspensão foi adiada por 90 dias, foram expedidas notificações pelo Procon São Paulo para Vivo, Claro, Tim, Oi e Nextel, além das redes varejistas que também revendem celulares B2W (Submarino, Shoptime, Americanas), GPA (Extra, Casas Bahia, Assaí), Magazine Luiza, Walmert, Fast Shop e Carrefour.

Segundo o Procon, foram solicitados também esclarecimentos sobre quais serão as restrições de sistema impostas aos usuários da plataforma Android que adquiriram aparelhos da fabricante chinesa, se haverá limitação de acesso a aplicativos de propriedade do Google.  O Procon também quer saber se será adotada alguma providência de ressarcimento a quem adquiriu este aparelho com a expectativa de utilização plena da plataforma e aplicativos Google e quais as garantias podem ser ofertadas ao consumidor quanto ao uso e atualização do serviço.


Internet Móvel 3G 4G
Anatel autoriza Neoenergia a criar primeira rede privada LTE no Brasil

Projeto de R$ 10 milhões com a Nokia usa faixa de 3,5 GHz em rede elétrica inteligente no interior de São Paulo. Iniciativa vai permitir a a comunicação de todos os dispositivos da rede inteligente em Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista, abrangendo um total de 75 mil clientes da Elektro.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Globo e Netflix se unem contra streaming na Lei da TV Paga

Debate realizado na Câmara federal mostra que há muitas divergências sobre a questão entre os atores do ecossistema sobre a Internet ser ou não enquadrada na Lei do SeAC.

Teles lançam site Fique Antenado! para incentivar instalação de antenas

Página, produzida pelo SindiTelebrasil, tem o intuito de incentivar a instalação de mais infraestrutura de telecom. MCTIC e Anatel apoiaram a iniciativa. Frente Nacional de Prefeitos se dispôs a sentar à mesa e tirar as dúvidas das gestões municipais.

Telefónica Brasil vende 1.909 torres para Telxius por R$ 641 milhões

Empresa anunciou a venda depois do posicionamento oficial da companhia de abrir mão das operações na América Latina para centrar as atenções no mercado brasileiro.

PGR defende acesso a dados armazenados em celular sem ordem específica

Em parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal, a Procuradoria Geral da República alega que deve ser adotado o mesmo entendimento de quando são apreendidos computadores ou DVDs.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G