Home - Convergência Digital

TIM leva para as lojas a experimentação do 5G

Convergência Digital* - 11/10/2019

Depois de realizar experimentações em instituições e eventos acadêmicos, a TIM vai permitir que o grande público conheça algumas aplicações do 5G. A operadora terá em breve degustações da nova tecnologia em cerca de 10 lojas no Brasil, começando pela unidade do Shopping Ibirapuera, em São Paulo, a partir desta sexta-feira, 11/10.

A demonstração utiliza a tecnologia 5G da Ericsson, em rede comercial em fase de testes, instalada mediante licença específica da Anatel. O espaço de degustação conta com as parcerias da LG, que irá disponibilizar um smartphone LG V50 para testar a velocidade da nova rede, e da Intel, com kit de realidade virtual. Um vídeo institucional apresenta os impactos da tecnologia de quinta geração em áreas como saúde, educação, entretenimento, entre outras.

"As nossas lojas são o principal ponto de contato com o consumidor e buscamos, cada vez mais, transformá-las em espaços que vão além da venda. A ideia é oferecer experiências relacionadas à inovação e pioneirismo da TIM e a demonstração do 5G vai ao encontro dessa estratégia. As pessoas poderão conhecer o potencial da nova tecnologia e entender como ela irá influenciar o seu cotidiano no futuro", conta João Stricker, Diretor de Sales Consumer da TIM Brasil.

A experimentação do 5G na loja do Shopping Ibirapuera acontece até dezembro. A operadora pretende levar o espaço de degustação para mais unidades, em diferentes estados do Brasil, até o fim do ano. A TIM vem liderando o desenvolvimento da nova tecnologia no país e já conta com dois Living Labs – em Florianópolis (SC) e Santa Rita do Sapucaí (MG) – para estudo e aprimoramento de soluções que serão potencializadas com a chegada do 5G. Ainda este mês, a companhia inaugura mais um projeto piloto, em Campina Grande (PB). Também foi anunciada a ativação da rede experimental para as startups do Cubo Itaú.

"O objetivo é potencializar o conhecimento da tecnologia para que a adoção ao 5G possa ser rápida e eficiente no país. Nos living labs, já estão sendo desenvolvidas soluções que podem impactar o cotidiano das pessoas e das empresas em áreas muito relevantes para o Brasil, como saúde, educação e segurança. As startups do Cubo Itaú também poderão, em breve, testar seus projetos 5G. A ideia é justamente preparar esse ecossistema de inovação para que possamos aproveitar o poder transformador da rede de quinta geração", explica Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

08/07/2020
5G da Claro será na faixa de 2,6 GHz

08/07/2020
Faria: 5G depende de posição do presidente Jair Bolsonaro

07/07/2020
Nokia usa RAN aberto para provocar Ericsson no 5G

02/07/2020
Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

02/07/2020
Claro traz 5G com compartilhamento de frequência para o Brasil

30/06/2020
Vivo e TIM avançam com OpenRAN para 'quebrar' concentração dos fornecedores

30/06/2020
Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

29/06/2020
Vodafone: 5G é o remédio para combater o impacto da Covid-19

25/06/2020
Covid-19 impôs revisão dos projetos 5G na América Latina

23/06/2020
Huawei: Brasil sempre teve um mercado aberto e justo no setor de TIC

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site