12/11/2020 às 11:00
Telecom


IBGE:Serviços de telecom acumulam resultados negativos
Luís Osvaldo Grossmann

Em setembro de 2020, o volume de serviços no Brasil avançou 1,8% frente a agosto, na série com ajuste sazonal. Frente a setembro de 2019, no entanto, o volume de serviços recuou 7,2%, sétima taxa negativa seguida nessa comparação. O acumulado no ano caiu 8,8% frente ao mesmo período de 2019. Os números foram divulgados nesta quinta, 12/11, pelo IBGE. 

A taxa dos últimos 12 meses recuou 6,0% em setembro de 2020, mantendo a trajetória descendente iniciada em janeiro de 2020 e chegando ao resultado negativo mais intenso da série deste indicador, iniciada em dezembro de 2012.

A alta de 1,8% do volume de serviços, de agosto para setembro de 2020, foi acompanhada por quatro das cinco atividades investigadas, com destaque para serviços de informação e comunicação que, ao avançarem 2,0% neste mês, acumularam um ganho de 7,0% no período junho-setembro, após terem recuado 8,9% entre janeiro e maio de 2020.

Esse desempenho, porém, se deve ao subsetor de tecnologia da informação, uma vez que nos serviços de telecomunicações predominam taxas negativas.  Frente a setembro de 2019, mas com menor impacto no índice geral, os serviços de informação e comunicação (-1,0%) mostraram perda de receita nos ramos de telecomunicações; programadoras e atividades relacionadas à televisão por assinatura; desenvolvimento e licenciamento de softwares; atividades de exibição cinematográfica; e operadoras de TV por assinatura por satélite.

No acumulado do ano, frente a igual período de 2019, o setor de serviços recuou 8,8%, com queda em quatro das cinco atividades de divulgação e com expansão em apenas 25,3% dos 166 tipos de serviços investigados.

Os serviços de informação e comunicação (-2,5%) apresentaram perdas de receita especialmente nos segmentos de telecomunicações; programadoras e atividades relacionadas à televisão por assinatura; atividades de exibição cinematográfica; consultoria em tecnologia da informação; e operadoras de TV por satélite.

Analisado o segmento especificamente, os serviços de telecomunicações apresentam uma coleção de indicadores negativos, com quedas sucessivas em julho (-3,7%), agosto (-3%) e setembro (-2,8%) – acumulando -3,1% nos nove meses até setembro. 

Por outro lado, os serviços de tecnologia da informação cresceram 9,5% em julho, 2,3% em agosto e 8,8% em setembro, sendo que a TI acumula alta de 7,7% entre janeiro e setembro. 


Powered by Publique!