Clicky

OPINIÃO

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*
13/01/2021 ... Convergência Digital

Para quem não está familiarizado com as nuances da tecnologia 5G, o 5GC (core ou autônomo) conduz a implementação para o próximo nível e substitui o núcleo (core) do pacote 4G por um novo núcleo nativo da nuvem usando contêineres e seguindo as especificações 3GPP (versão 15).  O que é bem diferente do lançamento market-by-market que as operadoras divulgam, e a atividade é menos visível para o assinante eventual.

Recentemente, patrocinamos uma pesquisa de segurança 5G com a Heavy Reading para entender a extensão da implementação do core 5G de operadora móvel. Foi feita uma pesquisa global com 115 provedores de serviços que incluíam operadoras móveis e também provedores de banda larga fixa. Fizemos várias perguntas sobre o tempo e a extensão da implementação e adoção do núcleo 5G e onde se encaixam as funções que a A10 Networks fornece.

Então, com base nessa pesquisa, qual o cenário para 2021?

Mais da metade das operadoras de celular terão lançado o 5GC (autônomo) até o final de 2021

A maioria das operadoras móveis com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite às operadoras móveis oferecer muitos recursos 5G a seus assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos. A pesquisa revelou que as operadoras estão comprometidas com a implementação de 5GC (SA ou autônomo): com 93% das operadoras móveis implementando em um período de três anos, além de investir em opções de segurança 5G.

Meio bilhão de assinantes móveis em todo o mundo usarão 5G até o fim do ano de 2021

As operadoras de telefonia móvel também veem a rápida adoção do 5G nos próximos três anos pelos assinantes, à medida que a implementação do 5G se acelera. A maioria das operadoras disse que dentro de cinco anos pelo menos 25% de seu tráfego seria transportado pelo 5G - com 40% das operadoras prevendo que a maior parte de seu tráfego seria transportado via 5G.

Isso é consistente também com o estudo Ericsson Mobility Report, que prevê que 56% do tráfego total de dados móveis será de 5G em 2026. Isso é um salto significativo a partir de hoje onde quase metade das operadoras relatam não ter tráfego no core 5G. Para 2021, 9% das operadoras dizem que a maior parte de seu tráfego será em 5G, com 70% prevendo que menos de 50% será em 5G.

Três quartos das operadoras de celular terão reduzido seu tráfego 3G para 25% ou menos

É muito difícil para as operadoras de celular livrarem se da tecnologia antiga. O 3G ainda existe na maioria das redes móveis, apesar da rápida implementação 5G. É algo como a combinação de assinantes que não desistiram de seus aparelhos antigos, áreas geográficas específicas, como zonas rurais, que possuem equipamentos legados e práticas regulatórias que requerem um processo demorado  na ‘descontinuação’ de tecnologias antigas. Na América do Norte, o desligamento do 3G da AT&T é esperado para 2022; o da Verizon em 2021.

Por exemplo, hoje, apenas 13% das operadoras móveis pesquisadas conseguiram eliminar o suporte ao 3G. Em 2025, a maioria das operadoras (60%) disse que não oferecerá suporte ao 3G. Isso significa que em 2025, 40% das operadoras ainda transportarão tráfego 3G. O que aumenta as preocupações com a segurança 5G, uma vez que tecnologias antigas têm várias vulnerabilidades de segurança.

Na América do Norte, o 2G finalmente acabará - diferentemente  da Europa

Até o final de 2021, todas as principais operadoras de telefonia móvel terão encerrado suas redes 2G. Na Europa, porém, o desligamento é mais complicado devido ao uso de 2G em medidores inteligentes e modems eCall em carros que iniciam uma chamada para enviar informações, como a localização de acidente para serviços de emergência.

As operadoras móveis construirão mais relacionamentos com provedores de nuvem para serviços de computação móvel de borda (MEC)

De acordo com um relatório da BPI, encomendado pela A10 Networks, quase todas as operadoras móveis afirmam que o mobile edge computing (MEC) é uma parte vital de seus planos de implementação 5G e a maioria está já implementando ou fará isso no próximo ano ou depois. A IDC prevê que 50% de todas as novas implementações de infraestrutura (corporativa e de provedor de serviços) estarão no limite até 2023.

Acredito que os provedores de serviços móveis também aproveitarão as vantagens da computação remota móvel, mas como uma abordagem estratégica adequada ao uso do MEC no curto prazo. Em 2025, a maioria das operadoras de telefonia móvel terá implementado o 5G (autônomo) combinado com o MEC e direcionará até 25% de seu tráfego por meio desses nós. As operadoras ainda terão parceiros estratégicos para seus clientes corporativos que desejam uma latência mais baixa oferecida pelo serviço de computação de borda móvel.

Em 2021, a detecção e mitigação de DDoS se tornará a prioridade dos investimentos em segurança para redes MEC

Aumenta a  frequência de ataques DDoS, intensos e a maioria de menor tamanho, o que os torna de difícil detecção.O tamanho médio de ataque é de apenas 12 Gbps, e a maioria dos ataques é inferior a 5 Gbps. O relatório The State of DDoS Weapons Report, Q2 2020 mostra 10 milhões de armas DDoS disponíveis

O Heavy Reading 5G Security Report aponta ainda que pequenos ataques DDoS são a principal razão de priorizar o investimento em MEC. E com a capacidade de MEC tão baixa como 600 Mbps, os provedores de serviços móveis e seus novos clientes corporativos 5G correm risco substancial devido a ataques DDoS comuns.

Esse é o cenário de previsões para 2021. Apesar da pandemia, acreditamos que a demanda por serviços 5G será alta e que os assinantes continuarão a encontrar mais valor e casos de uso com a capacidade crescente de 5G.

Ivan Marzariolli é Country manager da A10 Networks




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G