16/12/2020 às 18:03
Internet Móvel 3G / 4G


Claro se propõe a conectar 15 milhões de hectares de campo em 2021 em parceria com a John Deere
Ana Paula Lobo

A Claro e a John Deere anunciaram nesta quarta-feira, 16/12, uma parceria  para levar a agricultura 5.0 ao campo brasileiro. A Claro assume a missão de levar torres e antenas para o campo. Já a John Deere fará a conexão das máquinas agrícolas. A iniciativa, batizada de Campo Conectado, permite a geração, o cruzamento e o tratamento de dados por meio de análise em tempo real (analytics), autoaprendizado das máquinas (machine learning) e da inteligência artificial para a tomada de decisões em tempo real.

"Para a agricultura brasileira, isso é um divisor de águas. Em tempos complexos como o que vivemos hoje, destravar o progresso no campo por meio da tecnologia é fundamental para promover a reativação econômica de que o país precisa", diz Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil. A conexão ofertada será por meio do uso da frequência de 700 Mhz.

"A conectividade é um dos principais desafios no interior do Brasil e nós estamos assumindo o compromisso de impulsionar a cobertura do sinal no campo, o que significa um aumento de alcance para mais 15 milhões de hectares produtivos em áreas rurais", diz José Felix, presidente da Claro. Hoje, a operadora já tem mais de 85 milhões de hectares cobertos no território nacional. Mas há um ponto a ser destacado para garantir o cumprimento da promessa, além, é claro, da demanda: a liberação pelos municípios e órgãos responsáveis para a instalação de antenas e torres.

"Se o Brasil ficar insistindo nas dificuldades à infraestrutura, o Brasil não vai ter 5G, não vai ter IoT, não vai ter o campo conectado. Nós só vamos instalar antenas e torres onde formos autorizados. Mas ainda bem que não todos os lugares que criam dificuldade", advertiu José Félix.

Os clientes poderão adquirir o Campo Conectado, pela rede de concessionários John Deere, que conta com mais de 270 pontos de atendimento, máquinas agrícolas com tecnologia embarcada para acesso à internet, potencializando todos os benefícios do ecossistema de agricultura de precisão e gerenciamento de dados em tempo real disponíveis em seus equipamentos. Para máquinas sem acesso à conexão, a empresa fornecerá um kit de conexão. Empresa diz ter, pelo menos, 40 mil máquinas prontas para serem conectadas.

Internet das Coisas

Quem adquirir o Campo Conectado também terá acesso a soluções de Agricultura Digital e Silos Conectados. Nessas soluções, dados relevantes como umidade do solo e do ar, temperatura, índices de NDVI (Normalized Difference Vegetation Index - que fornecem informações sobre a saúde da vegetação, evapotranspiração das plantas) e informações meteorológicas são coletados por meio de sensores conectados à rede celular.

Esses dados são tratados com o uso de análise de dados e fornecem informações importantes para o gerenciamento das atividades agrícolas, possibilitando o diagnóstico para medidas corretas sobre irrigação, pulverização e até para controle e manutenção da qualidade do grão armazenado.

A operacionalização e aplicação dos serviços será feito pela Rede de Concessionários John Deere em colaboração com a empresa SOL Intermediação de Negócios e Gestão de Ativos. Os serviços estarão disponíveis a partir de 15 de janeiro de 2021.





Powered by Publique!