Clicky

Convergência Digital - Home

Embratel: multicloud dá liberdade para o cliente escolher a nuvem que quer

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Rafael Mariano - 17/06/2019

O mundo mudou, os clientes mudaram, e a Embratel ou qualquer outra prestadora de serviços de telecomunicações precisa estar pronta para atender às novas demandas, observa o diretor-executivo, Antonio João Filho. Segundo ele, mesmo com as novas tecnologias, a conectividade é o pilar da transformação digital.

"A conectividade precisa ser robusta, a comunicação precisa ser perene e estar disponível o tempo todo para que o negócio funcione", salientou em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital.

Com relação à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, o papel da Embratel é oferecer segurança para evitar que as empresas sejam surpreendidas por vazamento de dados ou ataques DDoS que paralisem as suas atividades. "Nós, como prestadoras de serviços, oferecemos testes de vulnerabilidades para mitigar os riscos", afirmou.

O uso da nuvem cresce e os bancos, de três anos para cá, estão mais abertos, especialmente após a resolução do Banco Central que permitiu o uso de nuvem não proprietária. No caso da Embratel, a estratégia foi centrar os negócios na multicloud. "Temos a nossa nuvem própria para oferecer, mas também oferecemos as nuvens de parceiros como AWS, Google e Azzure", disse. Para Antonio João Filho, multicloud permite ao cliente a liberdade de escolher a nuvem mais aplicada ao seu modelo de negócio. Assistam à entrevista com Antonio João Filho.


Destaques
Destaques

Multinuvem do Serpro vai concorrer com a do Ministério da Economia

Estruturada a parceria com AWS, Huawei e Azure, da Microsoft, estatal passa a disputar contratos com órgãos públicos, em briga direta com nuvem licitada e gerida pela Secretaria de Governo Digital.

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site