INCLUSÃO DIGITAL

Viasat entra no mercado de banda larga residencial com satélite da Telebras

Luís Osvaldo Grossmann ... 31/03/2020 ... Convergência Digital

A Viasat vai começar a oferecer banda larga residencial via satélite, por meio do satélite geoestacionário de defesa e comunicações, da Telebras. Nesta terça, 31/3, a empresa anunciou a ampliação da parceria com a Visiontec, iniciada para atender o programa de inclusão digital Gesac, também para ofertas comerciais. 

“O primeiro passo para essa nota etapa era ter um parceiro capaz de atender os 5.570 municípios do Brasil com rapidez e confiança. Com a Visiontec nós instalamos mais de 11 mil pontos de conexão via satélite para o Gesac e vamos partir para as ofertas residenciais nos próximos dias”, afirma o diretor comercial da Viasat, Bruno Henriques. 

A Viasat é por sua vez a parceria privada da Telebras na exploração do satélite geoestacionário e pelos termos do acordo tem direito de usar parte da capacidade em banda Ka para oferta comercial – o que inclui cláusulas de partilha de receitas com a estatal. 

A empresa ainda não anunciou que tipos de pacotes, velocidades e preço vai colocar à venda. Tecnicamente a banda Ka permite velocidades de até 25 Mbps e em outra versão da exploração comercial já anunciada pela Viasat, de WiFi Comunitário, seria possível conexões a partir de 10 Mbps. A crise do coronavírus também impede, por enquanto, confirmar a data exata do lançamento das vendas. Mas a expectativa é ser neste começo de abril. 

Segundo Henriques, o uso do SGDC ainda é um importante diferencial de mercado. “O Brasil tem cerca de 7 milhões de residências em áreas que podem ser chamadas de rurais, não atendidas ou mal atendidas em banda larga. E temos cobertura de 100% do território nacional, com o único satélite capaz disso pelo menos pelos próximos três anos”, afirma. 


Licitação do MEC abre espaço para MVNOs na oferta de banda larga móvel gratuita

Propostas têm de ser enviadas ao governo até o dia 17. Contratação acontece ainda em julho. O preço de referência da RNP para este processo é de R$ 0,56 GByte/mês sem ICMS, considerando um pacote de dados de 20 Gbytes, para a quantidade de 5.000 alunos. 

No Brasil, 4,8 milhões de crianças e adolescentes não têm acesso à Internet

A desigualdade digital e social se evidencia quando se constata que a maior parte dos sem acesso está nas classes D e E e nas regiões Nordeste e Norte. O celular é o meio principal de contato com a rede social.

No Brasil, 39% dos alunos das escolas públicas não têm PCs, notebook ou tablet para estudar

A TIC Educação 2019 constata ainda que nas escola rurais, apenas 40% delas têm um PC ou uma conexão à Internet.

Brasil soma 424 milhões de dispositivos digitais em uso. Smartphone é o rei

São 234 milhões de smartphones em uso no País e 190 milhões de computadores, revela pesquisa da FGVcia/SP. Em 2019, foram 12 milhões de PCs vendidos. Em 2020, a Covid-19 exigiu a troca de dispositivos e deverá incrementar o mercado, diz o professor Fernando Meirelles.

Aloo Telecom cede rede de fibra ótica para viabilizar UTI virtual

A Aloo Telecom é responsável por toda a tecnologia por trás do projeto UTI Virtual, em pareria firmada com o Hospital do Coração (HCOR) e a Fundação Cardiovascular de Alagoas (Cordial). Aliança permitirá atendimento em tempo rela para 100 leitos nos hospitais do SUS de Alagoas.

Vinte milhões de domicílios brasileiros não têm conexão a Internet

Pesquisa TIC Domicílios 2019 evidencia a desigualdade digital no Brasil, onde três em cada quatro brasileiros admitem usar a Internet, mas com qualidade distinta de acesso.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G