GOVERNO » Compras Governamentais

Dataprev nega vazamento de dados e descarta suspender compra de biometria

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/09/2019 ... Convergência Digital

Em resposta ao Idec, que notificou a Dataprev para suspender um processo de compra de solução de biometria, por temer os riscos de vazamentos de dados, a estatal descartou a medida. Alegou que possui segurança “robusta”, com datacenters top de linha e que não pode ser acusada por fraudes de vazamentos de dados de beneficiários do INSS. 

“A Dataprev informou que conta com um robusto sistema de segurança e proteção de informações” e que “os data centers da empresa foram implementados observando os mais altos padrões tecnológicos (...) possuindo o selo de qualidade TIER 3”, diz a empresa, em nota. 

O Idec quer evitar o uso da biometria sob alegação de que os dados de aposentados e pensionistas já são alvo de recorrentes vazamentos e que isso se deve a “vulnerabilidade da segurança das informações sob responsabilidade da Dataprev”.

Na resposta ao instituto de defesa do consumidor, a Dataprev rejeita o argumento. “Não é razoável atribuir o vazamento de dados de beneficiários do INSS a possíveis falhas de soluções tecnológicas da Dataprev, pois - como se demonstrou –, a empresa garante os níveis necessários de segurança às informações gerenciadas. Se há eventuais vazamentos de dados e fraudes, trata-se de casos pontuais e específicos de desvio de conduta ética, que são alvo de enfrentamento pelas autoridades competentes, dentre elas o Ministério Público e a Polícia Federal”.

Responde, assim ,que “não vislumbra impedimentos à continuidade da preparação da licitação para contratação de solução de tecnologia de multibiometria”, processo em fase de consulta pública – a empresa recebeu cotações de preços de fornecedores para a preparação de um futuro edital. 

“A contratação da solução tem como objetivo possibilitar o uso de biometria digital e facial para a realização da prova de vida pelos 35 milhões de beneficiários do INSS. Aatualmente, a comprovação é obrigatória e feita anualmente. Com a tecnologia, os idosos poderão cumprir a exigência sem precisar se deslocar até uma agência bancária”, completa a Dataprev.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PGFN concede poderes ao BNDES vender o Serpro

A fim de privatizar a maior empresa de TI do país, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional delegou competência ao banco de fomento para alienar a participação da União na estatal. 

Governo publica orçamento sem vetos, com menos recursos para MCTIC

Como aprovado em dezembro, Orçamento estipula R$ 11,81 bilhões para a pasta, 22% a menos do que a Lei Orçamentária original de 2019, depois contingenciada para R$ 13 bilhões. 

Governo diz que não vai vender dados de Serpro e Dataprev, mas pode terceirizar custódia

“Vários países não têm empresas de governo mas custodiam dados. Pode fazer isso internamente ou subcontratar”, diz o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel. 

Microcity recebe certificação CertiGov

Selo de compliance garante a integridade, a conformidade da empresa e a qualifica a vender ao governo reduzindo riscos nas transações.

Dataprev encerra atuação em 20 Estados e quer demissão de 15% dos empregados

Estatal oficializa o Programa de Adequação de Quadro(PAQ) onde coloca como meta a saída de 493 empregados. Também anuncia a centralização das atividades em sete regiões, onde existem data centers e unidades de desenvolvimento.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G