SEGURANÇA

Itaú, Quod e 99 são intimados a explicar uso de reconhecimento facial

Convergência Digital ... 03/06/2019 ... Convergência Digital

O Idec, ONG de Defesa do Consumidor, notificou o banco Itaú Unibanco e administradora de dados financeiros Quod requerendo informações sobre o uso de tecnologia de reconhecimento facial anunciado pelas empresas. O Idec alerta que regras de consentimento, uso e tratamento dos dados coletados são fundamentais para a segurança dos consumidores.

O Itaú anunciou que passará a realizar reconhecimento facial como exigência para a aprovação e liberação de crédito para os clientes que desejarem comprar carros novos e usados. Uma foto enviada pelo celular do momento do pedido de crédito ajudará a validar a concessão do benefício pelo banco. Já a Quod, que administra base de dados sobre crédito e pontualidade de pagamento de consumidores, divulgou que para acessar os aplicativos da empresa será necessário confirmar a identidade dos consumidores com reconhecimento facial. A foto, tirada pelo próprio usuário, fornece os dados biométricos e funcionará como senha de acesso.

No comunicado às empresas, o Idec afirma que é importante buscar mecanismos de combate às fraudes, mas alerta que a prática da coleta de dados por meio de reconhecimento facial sem informação transparente e clara ao consumidor, assim como seu devido e expresso consentimento, viola o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e direitos básico garantidos pela Constituição Federal, como intimidade, vida privada e a imagem das pessoas.

"Além preocupação com a falta de informação, o reconhecimento facial envolve tratamento de dados pessoais sensíveis, sendo uma atividade de alto risco, pois o titular dos dados fica sujeito a diversos problemas, como fraude com seus dados devido à vazamento de dados, ou a uma exposição pública indesejada de sua imagem, ou sujeito até a casos de discriminação por gênero ou raça, por exemplo, já que o fornecedor pode classificar consumidores com base em perfis para atribuir vantagens a um grupo em detrimento de outro.", explica do coordenador do programa de Direitos Digitais do Idec, Diogo Moyses.

Além das duas empresas do sistema financeiro, o Idec também acionou a 99, empresa responsável pelo aplicativo de mobilidade urbana, sobre o uso do reconhecimento facial para motoristas. A empresa anunciou que começará a solicitar imagens do rosto dos motoristas. O sistema busca validar a imagem com a foto no banco de dados do Denatran para que o condutor possa continuar trabalhando normalmente.


Globo afirma que ataque hacker não 'roubou' dados de usuários

Houve duas invasões ao sistema de notificações push da Globoplay e da GShow no final de semana. O ataque teria sido conduzido por um grupo hacker da Arábia Saúdita. Segundo a Globo, 'invasores se limitaram a enviar mensagens para toda a base'.

Consciência é a maior vacina contra os riscos cibernéticos

Em tempos de home office por conta do coronavírus, o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima, diz que cabe ao usuário redobrar seu cuidado. "Cada um tem de fazer sua parte", afirma.

Cibercrime usa Coronavírus para roubar dados pessoais no WhatsApp

Golpe oferece suposto kit gratuito com máscara e álcool gel - a ser dado pelo Governo Federal - para atrair as pessoas mais nervosas em relação à pandemia.

RNP terá programa para formar profissionais em Segurança Cibernética

O diretor da área na Rede Nacional de Pesquisa, Emilio Nakamura, assegura que a intenção é 'acelerar a formação de novos profissionais não apenas na Academia, mas também na inovação aberta'.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G