INOVAÇÃO

Serviços de voz estão mais vivos do que nunca na jornada digital

Por Roberta Prescott e Pedro Costa ... 28/06/2019 ... Convergência Digital

Os assistentes virtuais vieram para ficar. São mais de 100 milhões de assistentes virtuais no mundo e este número há quatro anos era irrelevante, mas hoje passou de tendência para realidade, destacou Douglas Silva, chefe de negócios e desenvolvimento de mercado de serviços financeiros da América Latina na Amazon Web Services. E para quem acha que a voz morreu, o especialista diz que é um erro de avaliação.

"O serviço de voz está se fortalecendo e, especialmente, entregando serviços financeiros por voz vai acontecer de diversas maneiras", destacou Douglas Silva, chefe de negócios e desenvolvimento de mercado de serviços financeiros da América Latina na Amazon Web Services, Eem entrevista à CDTV, do Convergência Digital, no Ciab Febraban 2019, realizado de 11 a 13 de junho, em São Paulo.

Para o executivo, os serviços por voz no setor bancário vão se intensificar tanto no internet banking e no celular como dentro do carro e da casa do cliente por meio de assistentes pessoais. Ele reconheceu que o mercado brasileiro começou a jornada da voz há muito pouco tempo, mas disse que está evoluindo com algumas instituições já dispondo do serviço. "Acreditamos que nos próximos 24, 36 meses ele vai evoluir de apenas serviço informacional para transacional, permitindo ao cliente realizar transações como pagamentos e transferências", disse.

Silva também comentou sobre como a evolução das tecnologias e adoção de inteligência artificial contribuem para o aprimoramento dos assistentes de voz e sobre a evolução da segurança para proteger. "Nós vamos ver, nos próximos dois, três anos no Brasil, a parte de serviços entregues por voz tendo o mesmo caminho de evolução [que o mobile banking]"



Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G