Vogel Telecom entra na disputa pelo mercado de atacado e redes neutras

Por Roberta Prescott e Rafael Mariano ... 18/11/2019 ... Convergência Digital

Fundada em 2014 tendo como acionista controlador o Patria, a Vogel Telecom nasceu com a visão de atender ao mercado de atacado, já tem uma rede de 24 mil quilômetros e vê uma demanda é cada vez maior por dados. "Vemos muitas oportunidades de crescimento, seja organicamente no negócio de B2B no atacado, seja nos novos modelos de redes neutras", afirmou Daniel Cardoso, COO da empresa.

 A rede da companhia foi herdada das quatro aquisições da Vogel. Tem cobertura nacional, mas com presença maior nas regiões Sudeste e Sul. "Tão importante quanto o backbone e a capilaridade é a rede que conecta os principais datacenters do Brasil", disse Cardoso, acrescentando que a prioridade é garantir que a infraestrutura existente continue evoluindo e atendendo às necessidades dos clientes. 

Conforme explicou, a visão estratégica da operadora tem como pano de fundo a ideia de que o aumento de tráfego de internet seguirá crescendo. "A digitalização é uma tendência inescapável", destacou o executivo ao participar do XII Seminário Telcomp, realizado na última terça-feira 12/11, em São Paulo.  A construção da empresa teve como base a visão de que o aumento da demanda por dados, seja fixo ou móvel, impacta diretamente na necessidade por infraestruturas.

"Em um país do tamanho do Brasil ninguém consegue construir as redes necessárias sozinho. Vemos uma oportunidade de mercado de ajudar a construção de infraestrutura para atender à demanda dos clientes finais e também dos participantes da indústria, como outras operadoras grandes e pequenas, através de um modelo de redes neutras e compartilhadas.Eeste ano foi o ano da criação desta visão e de criar uma plataforma que agora nos permite olhar para o mercado e crescer, atendendo aos nossos clientes", detalhou o executivo.

Questionado sobre a possibilidade de a Vogel fazer aquisições, Cardoso disse que o crescimento inorgânico é importante dentro da estratégia da companhia, principalmente, para evitar se de construir redes sobrepostas. "Se tem ativos na geografia, eu prefiro trazê-los para dentro de casa, obviamente, no preço correto, do que ter de construir uma nova rede. O crescimento inorgânico faz sentido e estamos sempre olhando", afirmou. Outro ponto que deve nortear o crescimento da Vogel é a implantação das redes de quinta geração. "5G nos interessa menos como espectro e mais como gerador de demanda para as minhas redes." Assista à entrevista na íntegra:


Internet Móvel 3G 4G
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

Com a meta de ser um orquestrador do 5G na sua volta à telefonia móvel, a NEC estrutura um laboratório, que começa a funcionar em janeiro de 2021, para fazer valer a validação das aplicações, conta o diretor da NEC, Roberto Murakami.

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G