TELECOM

Anatel multa Telefônica/Vivo em R$ 150 mil por trocar sede própria por aluguel

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/02/2020 ... Convergência Digital

Em mais um desdobramento de um caso que remonta ao ano de 2012, a Anatel decidiu aumentar, de R$ 15 mil para R$ 150 mil, a multa aplicada à Telefônica pela troca, sem autorização da agência, do edifício sede da empresa por um pédio alugado. 

Há mais de oito anos a Telefônica tenta vender a antiga sede da Telesp, na rua Martiniano de Carvalho, na cidade de São Paulo, mas teve o pleito reiteradamente negado pela Anatel. Isso porque, durante a maior parte desse período a agência entendia os imóveis administrativos das concessionárias como bens reversíveis. 

Esse entendimento mudou a partir de uma decisão do Conselho Diretor da agência ainda no início de 2018. Naquela ocasião, foi novamente negado o pedido da empresa para vender o prédio – mas com indicação à Telefônica de que um novo pleito poderia vir a ser bem sucedido. 

O ponto crucial da deliberação, no entanto, foi descartar o entendimento anterior, de forma a descaracterizar os imóveis administrativos como necessariamente reversíveis, mantendo a análise caso a caso de pedidos semelhantes. 

A multa confirmada nesta quinta, 6/2, se deve ao fato de que a Telefônica decidiu trocar a sede própria, o mencionado prédio na Martiniano de Carvalho, por um outro alugado, na avenida Berrini, por R$ 5,3 milhões por mês. Por entender que a decisão deveria ter sido submetida antes à Anatel, a multa foi aplicada. 


Internet Móvel 3G 4G
CCR Barcas e Visa fazem piloto de pagamento por aproximação (NFC) nas barcas do Rio

Experiência - onde o passageiro não precisa mais comprar ou recarregar um bilhete específico e a cobrança do valor acontece na fatura do cartão - chega primeiro às estações Araribóia e Praça XV.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

Diretor da Qualcomm, Francisco Soares, espera que a Anatel se defina por dar os 1,2GHz para os serviços licenciados. "O 6GHz não licenciado será o complemento ideal para os serviços licenciados 5G", sustenta.

Anatel define se faixa de 6GHz será 100% não licenciada ou terá 500 MHz para as teles

"A área técnica recomendou o uso para não-licenciado", contou o superintendente da Anatel, Vinicius Caram, ao participar do eForum Wi-Fi 6, realizado pelo Convergência Digital e pela Network Eventos.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G