Home - Convergência Digital

China venceu a corrida pelo 5G, que terá 2020 como ano decisivo

Convergência Digital - 13/12/2019

Apesar da série de movimentos dos Estados Unidos nesse campo, a China venceu a corrida pelo 5G. É o que afirma o relatório de análise política e comercial da consultoria americana ATKearney, que faz 10 projeções de impacto global para 2020, sendo uma delas relacionada à chegada da nova tecnologia. 

Ao listar Coreia, Japão, Cingapura e, mais devagar, a Europa, como áreas onde lançamentos também ocorreram, o relatório indica que não existem fabricantes de equipamentos de telecomunicações nos EUA capazes de competir com a chinesa Huawei e que muito do espectro está reservado para agências de defesa no país, limitando o acesso das operadoras privadas. Motivos que, acredita, desaceleram a implementação do 5G nos Estados Unidos.

Afirma, ainda, o documento, que o governo americano vai tentar financiar fabricantes europeus de tecnologia de redes para competirem com a Huawei. Mas conclui que “a grande vencedora será a China, que lançará 5G em maior escala em 2020 e terá o maior número de assinantes globalmente”. 

A análise é de que o ano de 2020 será crucial para o 5G por conta da disseminação dos lançamentos ao redor do globo. Usando os EUA como exemplo, ressalta o provável lançamento de iPhones 5G e que implementações chegarão em grandes centros como Nova York, Chicago, Los Angeles e Houston, enquanto as áreas rurais ficarão sem cobertura. 

Também faz referencia a possíveis atrasos motivados pela disseminação de desinformações, notadamente sobre riscos de saúde associados ao 5G, que geram certa resistência, alimentando oposições ao grande volume de torres necessárias em cada comunidade. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/08/2020
Justiça dos EUA dá vitória à FCC para implantação ágil de small cells para 5G

14/08/2020
Huawei defende Parceria público privada para levar Internet à Amazônia

14/08/2020
Amdocs compra Openet por negócios 5G

14/08/2020
Dona da Highline reforça atuação em data center no Brasil

14/08/2020
Anatel: Parcelamento do Fistel é impossível sem aprovação da MP 952

14/08/2020
Adiar a LGPD é permitir que Governo Bolsonaro trave a Lei até 2022

14/08/2020
Oi: Infra.Co vale muito mais do que os R$ 20 bilhões pedidos

14/08/2020
Oi: AGU já tem a proposta para resolver a dívida com a Anatel

14/08/2020
TOTVS parte para a briga com a Stone pelos negócios da Linx

14/08/2020
Oi adiciona mais um serviço e muda as regras da venda da Oi Móvel

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site