Clicky

Home - Convergência Digital

Infobip e GSMA para oferecer proteção à identidade digital

Convergência Digital* - 05/08/2020

A Infobip, empresa croata que opera uma das maiores plataformas de mensageria do mundo, é a nova parceira da Global System for Mobile Communications Association (GSMA), associação que representa os interesses das operadoras de telefonia no mundo todo. A parceria tem como objetivo criar oportunidades de negócios para as operadoras, com investimento em identidades digitais. De acordo com um relatório da Juniper Research, os serviços de identificação móvel por meio de SIMs serão responsáveis por gerar US$ 7 bilhões para as operadoras móveis em 2024. Isso é um número 800% maior que os de 2019 (US$ 859 milhões).

"Na GSMA, percebemos uma grande demanda do mercado de operadoras para identificação de dados, principalmente para proteção contra fraudes e para produzir experiências digitais diferenciadas", diz Richard Cockle, head de Identidade, IoT e Big Data da GSMA. "Nosso objetivo é dar suporte à colaboração entre operadoras, para que elas consigam tratar esses dados de forma a beneficiar todo o ecossistema: usuários, marcas e provedores. Acreditamos que a Infobip tem toda a expertise para nos ajudar com esse projeto", conclui Cockle.

A ideia é garantir que os clientes recebam dados reais, que ajudem a melhorar sua jornada de consumo. Isso torna as transações mais seguras e certifica que tenha menos interrupções até a finalização do processo de compra. A Infobip possui o Mobile Identity, uma solução móvel para reconhecimento de identidades, com identificação em tempo real e serviços de proteção contra fraudes, que facilita toda a jornada do consumidor, da criação da conta até o pagamento. Esse produto também segue as leis de proteção de dados da União Europeia, com foco na privacidade do usuário final.

"Os usuários realizam cada vez mais transações por meio de celulares, muito por causa do aumento da segurança móvel e da confiança do consumidor nessa tecnologia. Porém, precisamos de uma cobertura completa, que atenda à demanda crescente de todas as operadoras", afirma Alex Pereira, diretor de Operações Estratégicas e Parcerias da Infobip nas Américas.

As soluções de identidade móvel geralmente têm foco na autenticação, autorização e proteção de fraude. São atributos que podem ser requisitados para tecnologias como SIM Swap, Silent Mobile Verification, preenchimento de formulários, Know Your Customer (KYC) e proteção contra roubo de contas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/01/2021
Receita tem novo app que permite MEI pedir restituições pelo celular

11/01/2021
Signal e Telegram disparam no Brasil com repasse de dados do WhatsApp ao Facebook

10/12/2020
Transações virtuais do auxílio emergencial superam saques no app Caixa Tem

02/12/2020
TST começa a julgar disputa entre apps de transportes e motoristas

07/10/2020
Bradesco vai pagar R$ 23,8 milhões ao CADE por bloqueio a fintechs em aplicativo

02/10/2020
EUA recorrem da decisão judicial que suspendeu bloqueio do WeChat

29/09/2020
Instagram passa Facebook Messenger e está em 81% dos celulares no Brasil

22/09/2020
Governo quer economizar R$ 27 milhões com atestado médico pela Internet

16/09/2020
Claro vende acesso ao aplicativo do Hospital Albert Einstein por R$ 49,90 por mês

07/08/2020
TikTok e WeChat decidem enfrentar o governo de Donald Trump

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site