Home - Convergência Digital

Aplicativo Coronavirus SUS registra 340 mil downloads em duas semanas

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 16/03/2020

Os aplicativos de serviços governamentais atingiram a marca de 20 milhões de downloads desde julho de 2019, segundo dados do Ministério da Economia. Até aqui são 75 aplicativos disponíveis, como a CNH Digital, o Meu INSS e mais recentemente o Coronavírus SUS , ferramenta com informações sobre a Covid-19. O aplicativo desenvolvido pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus) já conta com mais de 340 mil downloads desde 28 de fevereiro, quando foi disponibilizado nas lojas virtuais.

Segundo a Secretaria de Governo Digital, a conta única da administração federal permite a melhor gestão dos programas, centralizando as informações e facilitando seu aperfeiçoamento. Além disso, oferece  garantias ao usuário de que aquele aplicativo é oficial e confiável. “Para o cidadão, uma plataforma única de governo permite a busca por uma aplicação mais fácil. Ou seja, o usuário encontra tudo em um único ambiente, tornando sua experiência mais simples. Sem falar na chancela de governo, de que aquele aplicativo é seguro”, afirma Joelson Vellozo Júnior, diretor do Departamento de Experiência do Usuário de Serviços Públicos da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia. 

O Coronavirus SUS, desenvolvido pela área de tecnologia do Ministério da Saúde, é um dos aplicativos disponíveis na loja do Governo do Brasil nas plataformas digitais. O usuário tem acesso a informações sobre prevenção, sintomas e orientações em caso de suspeita de infecção. Pelo serviço de geolocalização, o cidadão sabe qual é a unidade de saúde mais próxima e que pode servir de atendimento.

Em duas semanas, o aplicativo foi baixado 340 mil vezes. Deste total, 220 mil usuários permaneceram com o app instalado em seus dispositivos móveis até a última atualização dos dados (12 de março). A avaliação nas duas principais lojas virtuais supera 80% em satisfação.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/05/2020
Novo Decreto induz órgãos públicos à transformação digital

22/05/2020
Aplicativos da Caixa para auxílio emergencial somam 187 milhões de downloads

20/05/2020
Programas de ajuda financeira são principais demandas no portal Gov.br

18/05/2020
Governo vai usar Alexa, da Amazon, para informar sobre serviços digitais

15/05/2020
INSS cria novos serviços digitais para substituir atendimento presencial

12/05/2020
Compartilhamento de dados fomenta o big data no governo federal

12/05/2020
eGov digital: atendimento em tempo real fica abaixo de 10% no Brasil

12/05/2020
ISPs levam acesso à Internet em fibra ótica para as prefeituras

11/05/2020
BNDES vai financiar transformação digital em estados e municípios

30/04/2020
Economia de R$ 38 bilhões em serviços vai atrair estados e municípios para a transformação digital

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site