13/11/2019 às 17:55
Telecom


Falta um orquestrador para resolver o conflito do uso dos postes
Ana Paula Lobo e Rafael Mariano

Não há uma agenda comum entre os diferentes entes envolvidos na questão do uso dos postes, admite Renato Paschoareli, diretor de estratégia e regulatório da Algar Telecom. "Esse não é um problema da operadora A com a operadora B. Não é um problema privado. Não há um bom termo entre todas as partes envolvidas", reforça o executivo.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o XII Seminário TelComp 2019, realizado nesta terça-feira, 12/11, o executivo enfatizou que falta um órgão orquestrador para tentar minimizar a questão. "Existe uma infraestrutura escassa. A disponibilidade de dutos é crítica no Brasil. O País se conecta de forma aérea. Na prática, são três entes distintos (ANP, Aneel e Anatel) que têm custos e interesses distintos. Falta quem faça a orquestração", reforça Paschoareli.

O executivo da Algar Telecom lembra que é impossível pensar em 5G se não houver uma organização do uso dos postes, com preços compatíveis para todos. Segundo ainda Paschoareli, esse é um problema de Estado uma vez que conectividade é essencial na economia digital. Assista a entrevista.


Powered by Publique!