Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Banco Central abre licitação para suporte de TIC ao pagamento instantâneo

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/07/2020 ... Convergência Digital

O Banco Central lançou um edital para contratar as equipes que darão sustentação técnica de TI ao arranjo de pagamentos instantâneos, apelidado de PIX, que tem previsão para começar a partir de novembro deste 2020. O pregão eletrônico, marcado para 28/7, consiste em item único que inclui um gerente de TI e três equipes, que vão atuar nas dependências onde o BC possui datacenter – dois em Brasília, com um terceiro nos planos. 

Como explica o edital, o ecossistema de pagamentos instantâneos brasileiro será formado pelo arranjo aberto instituído pelo BC, pelos prestadores de serviços de pagamento participantes do arranjo, pela Interface de Comunicação (ICOM), pelo Diretório de Identificação de Contas Transacionais (DICT), pelo Monitoramento e pelo Sistema Pagamentos Instantâneos (SPI), que fará a liquidação das transações realizadas entre diferentes instituições participantes.

ICOM, DICT, Monitoramento e SPI formam a infraestrutura centralizada e única de operação do ecossistema de pagamentos instantâneos brasileiro, que será desenvolvida, operada e gerida pelo BC e que funcionará 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias do ano. 

A contratação em aberto considera toda a infraestrutura tecnológica e os sistemas necessários para processamento de transações. Assim, o serviço de sustentação pretendido “abrange as atividades técnicas necessárias ao suporte, manutenção, atualização, desenvolvimento, implantação, operação e execução contínua do ambiente tecnológico do Arranjo do Sistema de Pagamentos Instantâneos”. 

Para tanto, o edital prevê a distribuição da equipe a ser contratada em três ‘times’, com algumas diferenças nas atribuições e na disponibilididade – por exemplo, de 9h às 19h ou 24x7. Também há uma tabela (veja abaixo) de 11 funções e as respectivas remunerações máximas para cada uma delas. A cada uma corresponde um perfil profissional, com qualificações exigidas expressamente. 

Assim, o cargo de gerente de operação requer 10 anos de experiência em TIC sendo no mínimo 2 anos como desenvolvedor de sistemas ou administrador de infraestrutura de TIC e 2 anos como gerente de equipe, em empresa de grande porte e ambiente de alta disponibilidade. Já o cargo mais ‘junior’, suporte e atendimento, exige quatro anos de experiência como analista. 

Para fazer a remuneração, o BC criou uma ‘Unidade Banco Central de Serviços’, que é basicamente o valor por homem-hora no perfil mais barato. O edital prevê o pagamento de até 480 mil UBCS durante 24 meses, com estimativa de consumo inicial de 159.405 UBCS anuais, “na forma de serviços continuados, pagos pelo resultado obtido e aderentes às especificações das Ordens de Serviço”. 

No quadro a seguir, os perfis e valores máximos previstos no edital do BC:

Perfil

Função

page82image11736

Salário (1)

1

Gerente Operacional de TIC

page82image16432

R$12.316,17

2

Banco de Dados - Nível Master

page82image20512

R$11.219,98

3

Sistema Operacionais e Monitoração - Nível Master

R$10.384,67

page82image26608

4

DevOps - Nível Master

R$10.608,09

5

Redes e Segurança - Nível Master

page82image33008

R$9.527,30

6

Banco de Dados - Nível Pleno

R$7.188,98

7

Sistema Operacionais e Monitoração - Nível Pleno

R$6.622,85

page82image42248

8

DevOps - Nível Pleno

R$6.945,28

9

Redes e Segurança - Nível Pleno

page82image47872

R$6.876,57

10

Suporte e Atendimento - Nível Pleno

page82image52568

R$3.542,96

11

Suporte e Evolução de Sistemas - Nível Master

R$10.963,06


Liminar suspende processo de liquidação do Ceitec pelo governo Bolsonaro

Justiça Federal no Rio Grande do Sul acatou pleito em ação civil pública e determinou a suspensão da assembleia que nomearia liquidante da estatal do chip, localizada em Porto Alegre.

Bolsonaro recoloca Jarbas Valente no comando da Telebras

Ex-conselheiro e vice-presidente da Anatel deixou a estatal para ser substituído por Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, em abril de 2019, mas, agora, retoma à companhia com a nomeação do coronel para a direção da Agência Nacional de Proteção de Dados.

BNDES vai pagar R$ 8 milhões para preparar a venda do Serpro e da Dataprev

Consórcio vencedor reúne Accenture, a multinacional de RP Burson-Marsteller e o escritório Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados.

Governo alega prejuízo de R$ 10 bi e vai ao STF contra desoneração da folha

Benefício, que acabaria este ano, foi prorrogado para dezembro de 2021, por decisão do Congresso Nacional, que derrubou o veto do governo. A desoneração da folha é considerada essencial para as empresas de TI e Telecom. Governo diz que medida é inconstitucional.

À espera de correção no imposto sobre componentes, indústria maneja estoques

Segundo Abinee, com a demora na publicação de nova resolução Gecex, fabricantes postergaram embarques para evitar imposto de importação. Ministério da Economia diz que novo texto já foi aprovado. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G