Home - Convergência Digital

5G não vai funcionar num estalar de dedos

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos - 06/11/2019

O 5G não vai funcionar num estalar de dedos nem vai ganhar vida logo depois do leilão da frequência, adverte o CTIO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville. Segundo ele, há uma jornada - já em curso - para fazer a nova tecnologia ter uma operação comercial.

"A TIM começou essa jornada há mais de ano. Estamos fazendo datacenters (serão 37 no Brasil) e  virtualização de redes. Se tudo funcionar do ponto de vista de rede, uma operação comercial poderá acontecer em três a quatro meses após o leilão, mas em algumas cidades e depois com expansão", afirmou Capdeville, em entrevista à CDTV, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Sobre a fragmentação do espectro - como está na proposta colocada à mesa pelo conselheiro Vicente Aquino e ainda em discussão na Anatel -, o CTIO da TIM Brasil assegura que quebrar a frequência em blocos menores será uma medida ineficiente, uma vez que se perde o potencial do 5G. "Quanto mais contínuo o espectro, mais capacidade se oferece pelo equipamento instalado. Se há menos espectro, há um desperdício", observou.

Como operadora nacional, a TIM diz que é preciso ter 100 MHz para a oferta comercial. "80 MHz até pode fazer, mas menos do que isso compromete toda a modelagem da oferta de serviços", disse Leonardo Capdvelle. Assista à entrevista com o CTIO da TIM Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

08/07/2020
Abastecimento de PCs vai normalizar em setembro/outubro

08/07/2020
Positivo Tecnologia: "Falta PC para vender no varejo"

07/07/2020
Brasscom: Sem desoneração da folha, software e serviços perdem vez no Brasil

26/06/2020
Como está, PL das Fake News não resolve nem robôs, nem desinformação

19/06/2020
Compras públicas são 12% do PIB e tecnologia ocupa fatia cada vez maior

17/06/2020
Contratos com o governo vão virar créditos financeiros antecipados

10/06/2020
Autoridade de Dados virá junto com a vigência da LGPD

10/06/2020
Não criar a Autoridade para atrasar a LGPD é fazer o Brasil cair num loop infinito

10/06/2020
LGPD impede o Governo de terceirizar a custódia dos dados

08/06/2020
Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site