Home - Convergência Digital

paySmart-Elo promovem maratona de desenvolvimento

Da redação - 24/11/2020

A paySmart, uma fintech que permite que qualquer empresa se torne um banco digital, está promovendo a primeira edição de sua maratona de desenvolvimento, o Hackathon paySmart-Elo 2020, que conta com o apoio da Elo, empresa 100% brasileira de tecnologia de pagamentos.

O objetivo é incentivar a criatividade e o uso inovador da plataforma de processamento leve por desenvolvedores, designers, estudantes, pesquisadores e profissionais de negócios. Os participantes precisam estar à frente de projetos originais em estágio inicial de desenvolvimento. As inscrições vão até o dia 10 de dezembro e são gratuitas.

"As soluções de meios de pagamento podem habilitar toda uma gama de serviços e produtos inovadores, mas o acesso à tecnologia representa uma barreira importante, inclusive financeira, para que boas ideias possam avançar", destaca Daniel Oliveira, CEO da paySmart. "Por meio do Hackathon, queremos que mais profissionais possam experimentar a nossa plataforma de processamento leve e desafiá-los a utilizá-la de forma criativa para agregar valor ao seu projeto."

"O Hackathon com a paySmart faz parte da nossa estratégia de apoiar iniciativas que fomentam a inovação no ecossistema de pagamentos, construindo o futuro do setor e possibilitando aos clientes acesso a soluções ainda mais práticas e seguras", afirma Duda Davidovic, Gerente Executiva de Inovação da Elo.

As ideias apresentadas serão analisadas por um comitê de especialistas da paySmart e da Elo, e as soluções desenvolvidas receberão notas em cinco critérios específicos: inovação e originalidade; sustentabilidade do modelo de negócios; impacto no mercado; capacidade de execução e qualidade da interface. Os cinco projetos que obtiverem as maiores pontuações serão conhecidos em um evento online, que acontecerá no dia 18 dezembro.

As equipes devem ser formadas por no mínimo dois e no máximo sete integrantes. Os três primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro - R$ 10.000 para o primeiro colocado, R$ 6.000 para o segundo, e R$ 2.000 para o terceiro - e terão o benefício de utilizar os serviços da paySmart por um período de seis meses, com isenção da mensalidade, para seguirem desenvolvendo seu projeto, se assim quiserem.

As equipes participantes terão acesso às APIs da paySmart no dia da maratona e contarão com 24 horas para o desenvolvimento da solução e para a realização dos testes de funcionalidade e desempenho, que terão lugar em uma sandbox da paySmart. Analistas de suporte da paySmart e da Elo estarão disponíveis para consultas técnicas. O regulamento e mais informações sobre o Hackathon paySmart 2020 estão disponíveis neste link: https://www.paysmart.com.br/eventos/hackathon2020/ .

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/04/2021
CADE rejeita recurso do Mercado Pago contra conta digital da Magulu Pagamentos

13/04/2021
Pix internacional requer regulamentação do câmbio

08/04/2021
Claro libera carteira digital Claro pay para não clientes

07/04/2021
Pix precisa avançar na proteção ao consumidor nas compras online

29/03/2021
IBM oferece a primeira certificação quântica para desenvolvedores

22/03/2021
Contatos do celular poderão ser integrados ao Pix a partir de abril

11/03/2021
ThoughtWorks abre vagas exclusivas para mulheres desenvolvedoras

10/03/2021
Nubank, Mercado Pago e Google criam associação para acelerar inovação em pagamentos digitais

09/03/2021
Algar Telecom oferece pagamento de faturas via PicPay

25/02/2021
Banco Central elege Open Source e nuvem como bases da infraestrutura do PIX

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site