Clicky

Home - Convergência Digital

EUA autorizam Qualcomm a exportar chips 4G para Huawei, mas proíbe o 5G

Convergência Digital* - 16/11/2020

A Qualcomm recebeu uma licença de exportação do governo dos EUA, que autoriza a fabricante norte- americana a fornecer componentes para a Huawei, mas somente relacionada aos chips 4G. Tudo voltado para o 5G segue proibido, segundo informações da agência Reuters. 

Um representante da Qualcomm disse à Reuters que recebeu uma licença para vários produtos que abrangem alguns componentes 4G e tem outras aplicações pendentes. Embora a isenção seja uma boa notícia para a Huawei, o limite de chips 4G significa que o fornecedor enfrentará graves problemas de abastecimento para seus smartphones 5G.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Company, que fabrica chips Kirin para aparelhos Huawei 5G, parou de receber novos pedidos de chips da Huawei em maio, depois que o governo dos Estados Unidos aumentou as restrições.

As empresas globais de semicondutores foram obrigadas a interromper o fornecimento à Huawei depois que as restrições foram implementadas em 15 de setembro. As sanções, anunciadas em agosto, significam que as empresas precisam de uma licença de exportação para exportar componentes para a Huawei ou uma afiliada listada usando equipamentos feitos com tecnologia dos EUA.

A Qualcomm supostamente se juntou a várias empresas para solicitar uma isenção. Em setembro, a Intel foi uma das primeiras empresas a revelar que havia recebido uma licença para continuar fornecendo à Huawei.

* Do MWL

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/04/2021
No 5G, Oi desponta como 'azarão' na faixa de 26GHz

12/04/2021
IHS ainda negocia com a TIM, mas compra mais 602 torres no Brasil

12/04/2021
Latência baixa do 5G SA é tão rápida quanto o sistema nervoso humano

09/04/2021
Bolsonaro faz primeira vídeo chamada com 5G

08/04/2021
Huawei quer formar 2000 profissionais técnicos em FTTH até o final do ano

07/04/2021
Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

06/04/2021
Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

06/04/2021
TCU discute 5G no Brasil, em evento fechado, nos dias 08 e 09 de abril

01/04/2021
Verizon fecha primeiro contrato de 5G privado no Reino Unido

29/03/2021
Telefônica escolhe IBM para RAN aberto na Argentina

Destaques
Destaques

Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para ISPs

A proposta da empresa, explicou Luis Minoru, diretor de estratégia e novos negócios, é o de oferecer toda a infraestrutura na modalidade de serviço. Já há testes em andamento, não revelados, para o funcionamento da modalidade que inclui a operação de telefonia móvel.

Cobertura 4G chegou a 85% da população mundial, mas metade dela seguiu sem acesso à Internet em 2020

Levantamento da União Internacional de Telecomunicações mostra que a principal razão da exclusão digital é o alto preço do serviço diante da receita do consumidor. "Houve uma queda nos preços, mas precisa cair muito mais para termos um futuro melhor", pontuou o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Com rede sujeita a apagões, qual impacto do 5G na energia no Brasil?

Por Pedro Al Shara*

Segundo pesquisa da Vertiv, fornecedora de equipamentos e serviços para infraestrutura crítica, um aumento da ordem de 150% a 170% no consumo energético é projetado no setor de Telecom até 2026. Com toda a inovação que o 5G representa, mais dispositivos poderão acessar a internet móvel ao mesmo tempo, utilizando o mesmo sinal.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site