Clicky

NEGÓCIOS

Banco Central: PIX é uma plataforma supersegura e está apta para combater fraudes

Ana Paula Lobo ... 09/11/2020 ... Convergência Digital

O PIX está pronto e é uma plataforma supersegura, assegurou o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Pinho de Mello, ao falar sobre o novo sistema de pagamentos, que entra em operação no dia 16 de novembro, e nesse momento, passa por testes, em live realizada pela Febraban, nesta segunda-feira, 09/11.

"O PIX foi uma plataforma concebida em cocriação com o mercado. Foram dois anos de testes. Ela tem todos os requisitos de combate às fraudes e mais: teremos um acesso às denúncias mais ágil, uma vez que ela será automática entre as instituições participantes por meio do Banco Central. O PIX está pronto para funcionar e com segurança", insistiu Mello, do Banco Central.

O executivo da Autoridade Monetária admitiu que o grande impulsionador do PIX é o celular. "É o smartphone com banda larga que viabilizará o PIX junto a quem não tem conta corrente em banco. A pandemia trouxe um incremento na inclusão digital e na bancarização, mas o PIX fará mais ainda", afirmou. Mais uma vez, o Banco Central esclareceu que não vai prestar qualquer tipo de serviço para pagador ou recebedor. "Nós estamos dando a plataforma para que os atores do ecossistema financeiro trabalhem. Esse é o nosso papel", adicionou.

O presidente da Febraban, Isaac Sidney, admitiu que o PIX representa uma nova era nos meios de pagamentos, mas garante que o impacto dele nas receitas dos bancos não será o que está sendo 'veiculado no mercado'. "O PIX não vai matar serviços como TED e DOC. Tampouco vai impactar as receitas ou trazer prejuízo financeiro. Ao contrário, vai ajudar muito para reduzir o gasto logístico com dinheiro vivo, que custa algo em torno de R$ 10 bilhões por ano", ressaltou o executivo.

O diretor de Inovação da Febraban, Leonardo Vilain, revelou que nesses últimos dias de testes, as instituições financeiras vão ampliar os valores transacionados pelo PIX. "Agora é estressar o sistema. Mas ele está funcionando de forma muito tranquila. Todas as dúvidas estão se resolvendo de forma muito rápida e eficiente", completou.



Cloud Computing
CSC Brasil vira QADS e investe em conselho de notáveis em TI

Comprada pela Qintess no ano passado, a ex-CSC Brasil, agora QADS, montou conselho consultivo com nomes fortes da tecnologia no Brasil, entre eles, um dos responsáveis pela Internet comercial no país, Ivan Moura Campos.

Intelbras quer R$ 1,242 bilhão com IPO e ir às compras para crescer

Empresa, com sede em Santa Catarina, lançou o segundo protocolo na CVM para fazer a sua oferta pública de ações no mercado. Objetivo é avançar em software e hardware como serviço para expandir atuação n varejo.

Diebold Nixdorf: Dinheiro em espécie não vai morrer tão cedo

Fabricante de ATMS aposta na renovação do parque com a adoção de recicladores, capacitados para contar as cédulas depositadas, substituindo o processo atual, no qual o dinheiro é depositado em envelopes.

Oracle: Banco do futuro será ‘phygital’

Uma nova roupagem com o mix do físico com o digital é a grande tendência, diretor de indústria e inovação para instituições financeiras da Oracle, Ramon Carcolé Sans.

Nuvem e notebooks impulsionam cresimento de 20% para Informática em 2021

Há uma forte demanda por servidores e storage, revelou o diretor de Informática da Abinee, Maurício Helfer. "O custo da pandemia já foi pago em 2020", afirmou o presidente da Abinee, Humberto Barbato.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G