Clicky

Guedes: Telecom pode ganhar IVA diferenciado se governadores toparem

Luís Osvaldo Grossmann ... 15/09/2020 ... Convergência Digital

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça, 15/9, que o setor de telecomunicações pode ser beneficiado com uma alíquota diferenciada do novo IVA – que começa com a união de PIS e Cofins – caso os governadores aceitem ganhar menos. A mensagem foi dada às operadoras durante a participação do ministro no Painel Telebrasil 2020. 

“Em telecomunicações tem temas importantíssimos, antenas, imposto, 5G. E particularmente sei da sensibilidade sobre o IVA, que bate mais aí. Chegamos a estudar se o IVA teria duas alíquotas, uma um pouco mais baixa para telecomunicações, educação e saúde. Mas estamos ainda tentando um acoplamento com os governos estaduais. Se conseguirmos esse acoplamento, podemos, durante essa conversa, analisar essas duas alíquotas”, afirmou Guedes. 

A participação do ministro, inicialmente prevista para 9h, foi adiada para 12h porque ele foi chamado a uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro na qual foi finalmente descartada a criação do Renda Brasil, a substituir o Bolsa Família. O impacto da decisão do presidente parece ter sido forte sobre o ministro, que durante a maior parte de sua manifestação buscou minimizar o vídeo que  Bolsonaro disseminou nas redes sociais ainda durante o encontro com o ministro. “Eu já disse há poucas semanas que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos. Quem porventura vier propor para mim uma medida como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa”, afirmou Bolsonaro. 

Embora tenha se dirigido durante mais de uma hora em participação online no Painel Telebrasil, o encontro com o presidente predominou. “A mídia fez uma ilação de que ia tirar dos pobres. E o presidente então falou, que já que estão dizendo que vou tirar do pobre, então descredenciou a ideia. Não vai ter mais Renda Brasil. Estão distorcendo tudo', insitiu. “Quem tomou cartão vermelho não fui eu, foi o Renda Brasil."


Internet Móvel 3G 4G
Open RAN Brasil: certificação deve ser global e não pela Anatel

Recém-criada, a associação, que reúne nove empresas, entre elas, a Qualcomm do Brasil, se mobiliza para viabilizar uma transição para o Open RAN mais rápida, conta o VP da Qualcomm Brasil, Francisco Soares.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Red Hat: para ser cloud nativa, uma tele precisa mais do que transformação digital, precisa de nova cultura

Mudar a mentalidade é essencial para que uma operadora de telecomunicações transforme seus negócios e suas redes, afirma Livio Tulio Silva, da Red Hat.

Cade aprova venda do controle da empresa de fibra da TIM para IHS

Operadora vai receber R$ 1 bilhão e pretende usar o dinheiro para pagar a fatia com a qual vai ficar a partir da compra da Oi Móvel.

TIM emite R$ 1,6 bilhão em debêntures vinculadas à ESG

Operação é a primeira realizada por uma empresa de telecomunicações no país. Tele diz que todos os recursos arrecadados serão investidos em infraestrutura, em especial, no 5G.

5G e Inteligência Artificial são estratégicos para suportar investimentos no Brasil

Pesquisa global, feita pela SUSE, e que ouviu 100 executivos no Brasil, aponta que oito em cada 10 líderes de TI se sentem bastante pressionados para entregar resultados tangíveis para os negócios.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G