Clicky

Relator propõe enquadrar TV linear na internet como SVA e não como TV paga

Luís Osvaldo Grossmann ... 06/08/2020 ... Convergência Digital

A Anatel começou a deliberar sobre uma questão que promete mexer com quem usa a internet, mas que tem fortes “externalidades”, a começar pela arrecadação do ICMS. Nesta quinta, 6/8, o relator da questão sobre como deve ser tratada a oferta de televisão linear pela internet, Vicente Aquino, sugeriu carimbar como Serviço de Valor Adicionado e descartar a imposição regulatória como TV paga. 

“Enquadrar a TV Linear por Assinatura na Internet como Serviço de Acesso Condicionado cria impactos regulatórios, pode inviabilizar modelos de negócios inovadores e se reverteria em aumento de preços. Chega-se a uma única conclusão: a opção capaz de maximizar o benefício social e resultar em menores custos é o enquadramento da TV LAI como serviço de valor adicionado”, defendeu o relator. O processo é consequência de uma ação da Claro contra a Fox quando esta começou, em 2018, a oferecer conteúdo linear via web no Fox+.

Aquino reconhece que a decisão tem consequências. “Como pode ocasionar condições competitivas mais favoráveis à TV LAI que ao SeAC, deve-se buscar a redução do peso regulatório incidente sobre o SeAC”, sugeriu, lembrando em seguida que as regras da TV por assinatura estão previstas na Lei 12.485/11 e que, portanto, “essa revisão deve se dar por processo Legislativo”. 

Como a mesma Lei do SeAC estabelece um regime de cotas de produção nacional, os reflexos nessa seara devem ser avaliados por quem apita sobre o tema. “No  incentivo ao conteúdo nacional, as assimetrias devem ser analisadas pela Ancine”, emendou o relator. No caso da Anatel, a sugestão é que sejam revistos regulamentos que tocam no assunto, como da TV paga, direitos dos consumidores e qualidade. 

O que não se falou foi sobre um aspecto que certamente acabará atraindo a atenção de governos e legisladores. Serviço de telecomunicações recolhe ICMS. Serviço de Valor Adicionado recolhe ISS. A diferença pode significar quase R$ 3 bilhões a menos para os estados, segundo projeções da própria Anatel. 

Apresentada a proposta, houve pedido de vista do conselheiro Emmanoel Campelo. Mas além do próprio relator, o enquadramento como SVA já tem um segundo voto. “Com todo respeito ao conselheiro Emmanoel, acho que este assunto está profundamente debatido, a Anatel esta perdendo o timing. E quero consignar meu voto acompanhando o relator Vicente Aquino”, disse Moisés Moreira. 


Internet Móvel 3G 4G
Na China, 5G impulsiona receita, mas gasto com eletricidade acende sinal vermelho

China Mobile revelou ter 189 milhões de clientes 5G no primeiro trimestre de março, multiplicando por seis a base de 2020. Mas advertiu que há questões a serem pensadas: a depreciação da rede e a elevação considerável com os gastos ligados ao consumo de energia.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Oi reconvoca AGE para o dia 30 de abril

A Assembleia Geral Extraordinária convocada para esta segunda-feira, 19 de abril, não atingiu o quórum necessário. A assembleia será online, com participação mínima presencial por conta da Covid-19.

Oi lança carteira digital via WhatsApp

Parceria com Conta Zap, serviço permite pagar contas, fazer recarga de celular, enviar e receber dinheiro. Ideia é permitir crédito por mensagens também. 

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G