Clicky

Home - Convergência Digital

Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

Convergência Digital* - 18/05/2020

A Huawei subiu o tom com os Estados Unidos em sua primeira resposta oficial à decisão do governo Trump de restringir seu acesso a suprimentos globais de chips. A fabricante classificou a medida como arbitrária. “Esperamos que nossos negócios sejam inevitavelmente afetados. Vamos tentar o máximo possível para encontrar uma solução”, disse o presidente Guo Ping, em seu discurso na cúpula anual de analistas da Huawei nesta segunda-feira, 18/05.

“Sobrevivência é a palavra-chave para nós no momento”, acrescentou Guo. O executivo disse ainda que  a Huawei está comprometida em cumprir as regras dos EUA e aumentou significativamente seu estoque, pesquisa e desenvolvimento para atender às pressões norte-americanas.

A decisão do Departamento de Comércio dos EUA - tomada na sexta-feira, 15/05 - amplia a autoridade do país para exigir licenças de vendas para a Huawei de semicondutores fabricados no exterior com a tecnologia norte-americanas, ampliando seu alcance para interromper as vendas da segunda maior fabricante mundial de smartphones.

A empresa foi incluída na “lista de entidades” do Departamento de Comércio há um ano devido a preocupações de segurança nacional, em meio a acusações de Washington de que a empresa violou sanções dos EUA ao Irã e que é capaz de espionar clientes de seus equipamentos. A Huawei tem negado as acusações.

Guo disse que a Huawei gastou 18,7 bilhões de dólares comprando de fornecedores norte-americanos no ano passado e continuaria comprando deles se o governo dos EUA permitir. Ele disse que os clientes apoiaram a empresa, mas reconheceu que ficou mais difícil conquistar contratos desde que a empresa foi adicionada à lista de entidades.

A empresa teve que reescrever 60 milhões de linhas de código e investir mais de 15 mil homens/ano em pesquisa e desenvolvimento, em uma tentativa de lidar com as pressões criadas ao ser colocada na lista de entidades. O presidente da fabricante acrescentou que a Huawei se comprometeu a cumprir todas as regras e regulamentos impostos pelo governo dos EUA, mas, apesar de seus esforços, as retaliações prosseguiram criando problemas efetivos para oos negócios.

*Com agências de noticias

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/11/2020
EUA autorizam Qualcomm a exportar chips 4G para Huawei, mas proíbe o 5G

10/11/2020
Huawei joga a toalha e vai vender unidade de celulares

06/11/2020
Huawei: OpenRAN é complexo e pode atrasar o 5G no Brasil

26/10/2020
Governo da Itália usa poder de veto e manda empresa cancelar acordo com Huawei

01/10/2020
Itália diz amém aos EUA na briga contra Huawei e Alemanha é a próxima

23/09/2020
Huawei diz ter estoque suficiente para atender demanda nacional

17/08/2020
EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

13/08/2020
EUA banem empresas que usam produtos da Huawei das compras governamentais

10/08/2020
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

06/08/2020
Huawei usa robôs em centro de distribuição no Brasil com uso do 5G industrial

Destaques
Destaques

Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

Ondas milimétricas não apenas uma banda a mais para o 5G, mas são a base das novas aplicações com baixíssima latência, diz Francisco Soares, da Qualcomm. Wilson Cardoso, da Nokia, adverte que, até 2025, serão instaladas 200 mil ERBs para atender verticais específicas como a indústria 4.0.

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

5G precisa ser aberto e transparente

Por Fabio Rua

É possível afirmar que estamos vivendo um momento extremamente crucial na história da tecnologia, ainda mais após todo o processo de aceleração digital e transformação exigidos durante o período da pandemia de COVID-19. As decisões que tomarmos hoje sobre como as redes 5G serão construídas em nosso país terão um impacto sem precedentes na transformação dos negócios.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site