Home - Convergência Digital

App Coronavírus SUS fará teste e vai enviar notificações

Convergência Digital* - 01/04/2020

O aplicativo Coronavírus SUS, desenvolvido pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus) e ofertado nas lojas virtuais do governo federal e nas principais plataformas digitais, ganhou uma atualização. Entre as principais novidades está o envio de mensagens e alertas por meio do gerenciador de notificações dos dispositivos móveis.

Disponível de forma gratuita desde de 28 de fevereiro, o aplicativo Coronavirus SUS, já baixado por mais de 3,5 milhões de usuários, reforça as ações do governo federal no combate à proliferação do novo coronavírus no país. A recente atualização permite que o Ministério da Saúde possa enviar mensagens e alertas aos celulares e tablets, mesmo com o app fechado ou não sendo utilizado naquele momento. A ferramenta deixa que a Secretaria de Vigilância em Saúde disponibilize comunicados para usuários em geral ou segmentos públicos específicos.

O teste de possível infecção também foi aprimorado. Foram incluídos novos dados que qualificam o usuário dentro dos grupos de risco, conforme idade, sexo e comorbidades (associação de duas ou mais doenças). As recomendações para o usuário, de acordo com o resultado do teste, estão classificadas em: caso provável, não provável, grave e indicação de isolamento. Vale ressaltar que o teste é apenas um indicativo, precisando ser referendado por uma autoridade médica.

Os detalhes sobre as unidades básicas de saúde mais próximas também foram atualizados e agora informam, por exemplo, os horários de atendimento ao público e se, no momento da consulta, estão abertas ou fechadas.

O conteúdo do aplicativo está disponível, além de língua portuguesa, em espanhol e inglês, ampliando o acesso à informação a estrangeiros. Ainda, a plataforma ganhou recursos de acessibilidade, garantindo informações às pessoas com deficiência.

* Com informações do ME

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/08/2020
Paulo Guedes: é preciso cobrar imposto de Google e Netflix

05/08/2020
Brasscom: Sem Autoridade de Dados, LGPD precisa ser adiada

05/08/2020
MP 983: novo texto transforma certificado digital em carimbo de cartório

04/08/2020
Relator exige subsídio ao Bolsa Família para parcelar Fistel e teles reclamam

04/08/2020
Tecnologia fica fora dos investimentos do Serpro e da Dataprev no 1º semestre

04/08/2020
Plataforma brasileira de financiamento coletivo sofre ataque hacker global

03/08/2020
Covid-19: teles desligaram mais do que adicionaram clientes no mês de junho

03/08/2020
Trabalho remoto reduziu R$ 466 milhões em despesas de custeio do governo

03/08/2020
Emissão de certificado digital por videoconferência termina no dia 12 de agosto

03/08/2020
Ministério Público ignora quebras de segurança da urna eletrônica e arquiva investigação

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site