Home - Convergência Digital

Teles americanas podem pagar quase R$ 1 bi por compartilharem dados sem autorização

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 28/02/2020

A FCC- Federal Communications Commission, a Anatel dos Estados Unidos, quer multar as quatros maiores operadoras do país – AT&T, Verizon, T-Mobile e Sprint – por compartilharem dados de localização dos clientes com terceiros sem autorização prévia. A prática, segundo a FCC, começou em 2014 e se estendeu até 2017.

As multas somadas ultrapassam os US$ 200 milhões (equivalente a R$ 900 milhões). A T-Mobile pode ter de arcar com o maior valor: US$ 91 milhões. A AT&T, US$ 57 milhões. A Verizon, US$ 48 milhões. E a Sprint, US$ 12 milhões.  O processo está aberto e ainda precisará ser julgado. As empresas terão o direito de recorrer da multa financeira imposta.

O inquérito foi aberto pela secretaria de fiscalização da FCC após a imprensa norte-americana noticiar que a polícia de um estado do país estava usando um serviço privado de localização de pessoas operado por um provedor de telecomunicações para o sistema prisional chamado Securus. Os dados eram repassados às autoridades sem qualquer controle ou exigência legal. O presidente do conselho da FCC, Ajit Pai, lembrou que a agência tem regras claras para proteção de dados pessoais dos consumidores. Disse ainda que, desde 2007, as operadoras têm sido notificadas a tomar precauções razoáveis.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/05/2020
Governos queriam acesso a mais dados de app de rastreamento da Apple e Google

19/05/2020
CGI.br reforça pedido por cautela no uso dos dados na prevenção à Covid-19

18/05/2020
STF define se Justiça pode bloquear WhatsApp por recusa de entrega de dados

18/05/2020
MPF quer que STF autorize acesso a dados de celular sem ordem judicial

14/05/2020
LGPD faz falta para cuidar da privacidade no uso de dados na Covid-19

07/05/2020
STF derruba MP que mandava teles repassarem dados de clientes ao IBGE

07/05/2020
Site de streaming de nudez vaza quase 6 milhões de registros de brasileiros

06/05/2020
STF: Falta da LGPD agrava uso de dados dos clientes de telecom pelo IBGE

27/04/2020
Governo lança guia de melhores práticas de adequação à LGPD

24/04/2020
IBGE diz ao STF que precisa dos dados pessoais para calcular inflação, PIB e instruir políticas públicas

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site