Convergência Digital - Home

Cimatec inaugura na Bahia o novo supercomputador brasileiro

Convergência Digital
Convergência Digital - 24/10/2019

O Senai Cimatec, em Salvador (BA) inaugurou nesta quinta, 24/10, o mais novo supercomputador do Brasil, o AIRIS, com capacidade de processamento de 800 teraflops, a máquina mais potente do país voltada integralmente para pesquisa industrial.  

Segundo a Repsol Sinopec, parceira do Senai nesse empreendimento, o novo supercomputador irá aprimorar o tratamento de big data, o uso de algoritmos complexos para machine learning, processamentos de alto desempenho e simulações de alta fidelidade.

O AIRIS é voltado prioritariamente para o setor de óleo e gás, mas também pode beneficiar outros segmentos que demandam alta capacidade de processamento, como os de energias renováveis, biotecnologia e mineração, além de possibilitar aplicações em inteligência artificial.

O investimento no supercomputador foi de R$ 27 milhões. Além de empresas de óleo e gás, o Centro de Supercomputação para Inovação Industrial do Senai Cimatec tem parcerias com companhias de outros setores e com diversas instituições de pesquisa. 

"Só com um supercomputador como o AIRIS é possível executar modelagens computacionais complexas. Prioritariamente, está destinado ao setor de petróleo e gás, mas não está restrito a essa área. Diversos outros segmentos estratégicos podem se beneficiar do poder de processamento do supercomputador, como energias renováveis e biotecnologia. Também permite desenvolvimento de muitas aplicações na área de inteligência artificial”, explica o gerente da área de Computação do Senai Cimatec, Adhvan Furtado.


Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site