Home - Convergência Digital

Alemanha ignora pressão dos EUA e mantém Huawei no páreo para 5G

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 14/10/2019

A Alemanha não vai barrar equipamentos chineses das compras das operadoras de telecomunicações para implantação do 5G no país, informou nesta segunda, 14/10, um porta voz do governo ao apresentar novas regras relacionadas à nova geração tecnológica. 

“Não tomaremos nenhuma medida prévia para banir nenhum ator ou nenhuma empresa”, afirmou o porta-voz do governo federal alemão, Steffen Seibert, em conferência de imprensa realizada em Berlim nesta segunda. 

As operadoras alemãs Deutsche Telekom, Vodafone e Telefônica Deutschland terão que identificar e adotar padrões de segurança aperfeiçoados para elementos críticos de rede. 

Os fornecedores deverão ser certificados como confiáveis, garantindo recursos legais contra danos se houver prova de que os equipamentos foram usados para espionagem ou sabotagem. 

Os equipamentos críticos deverão ser certificados pela autoridade alemã de cibersegurança – o Escritório Federal de Segurança da Informação, ou BSI na sigla em alemão. 

A posição do governo da Alemanha se dá apesar da pressão dos Estados Unidos contra fornecedores chineses, especialmente a Huawei, que é o maior fornecedor mundial de equipamentos de rede. Todas as teles alemãs usam equipamentos da fabricante chinesa e alegaram prejuízos em dinheiro e atraso na implementação do 5G no país caso houvesse banimento. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

27/05/2020
Cisco: 'Sempre estivemos e estamos no jogo do 5G"

27/05/2020
Coronavírus atrasa entrega de telefones 5G e impacta venda global de celulares

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Huawei tem novo CEO para conduzir negócios no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

18/05/2020
Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

15/05/2020
EUA restringem vendas de chips para Huawei

14/05/2020
Ericsson: Compartilhamento de espectro permite 5G às teles antes do leilão

14/05/2020
EUA usam Covid-19 para prorrogar por mais um ano restrições à Huawei

12/05/2020
Pioneira no 5G, Coreia do Sul projeta redes standalone até o fim de 2020

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site