INOVAÇÃO

Transformação digital é um dos temas da 4ª edição da O&G TechWeek

Convergência Digital ... 16/08/2019 ... Convergência Digital

Durante cinco dias, mais de 90 palestrantes nacionais e internacionais do setor de óleo e gás e do ecossistema de inovação debaterão o impacto das tecnologias digitais no futuro dos segmentos de Upstream, Downstream, Gás e Energia e os possíveis desdobramentos em outros setores da economia. O encontro acontecerá na O&G TechWeek, primeiro evento brasileiro focado em tecnologia e tendências para o futuro do setor que, esse ano, conta com a parceria do Conselho Mundial de Petróleo (WPC, na sigla em inglês).

Com uma programação de talk shows, estudos de casos e atividades interativas, o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), idealizador e realizador do evento, busca conectar os maiores players do setor de energia com pesquisadores, investidores, empreendedores, startups e empresas de ponta da área de tecnologia. O desafio é garantir que o bom momento da indústria de petróleo e gás brasileira resulte em uma verdadeira transformação digital no segmento, em linha com o que se espera da indústria 4.0.

"A O&G TechWeek é um estímulo para que essa indústria transcenda suas fronteiras e práticas tradicionais, pavimentando um caminho de maior cooperação e se abrindo às otimizações em processos e à aplicação de tecnologias digitais. Existem oportunidades de ganhos imediatos e significativos se contarmos com a participação dos principais atores deste ecossistema", afirma Augusto Borella, gerente de Transformação Digital da Petrobras e Chairman do Comitê Técnico da O&G TechWeek.

Dessa vez, a O&G TechWeek acontece em um espaço que já se consolidou como um hub (ou plataforma) de inovação: a revitalizada região portuária do Rio de Janeiro, no mesmo endereço ocupado pela Fábrica de Startups, uma das parceiras do evento. Outra novidade é a realização pelo WPC do Expert Workshop, nos dias 26 e 27. O encontro contará ainda com um dia dedicado à Alemanha, país considerado líder na revolução 4.0.

"Queremos trazer o benchmark de políticas públicas de fomento ao desenvolvimento de tecnologia e inovação e de capacitação de mão de obra qualificada para atendimento aos novos requisitos da transformação digital, além de networking entre os participantes", explica Melissa Fernandez, gerente de Tecnologia e Inovação do IBP.

No dia 30 de agosto, a agenda do evento inclui também o TechTour, visitas aos principais centros de pesquisa e tecnologia do Rio de Janeiro, além de hackathons e sessões de pitchs de startups. Tais iniciativas foram pensadas para propiciar a interação e a troca de experiências entre o setor de óleo e gás e o ecossistema de inovação. "Incluímos uma programação voltada para atração de um público jovem, atento às oportunidades da indústria de O&G", explica o Borella.

Serviço:

O&G TechWeek

Data: 26 a 30 de agosto

Local: AQWA Corporate - Via Binário do Porto, 299 - Santo Cristo

www.ogtechweek.com.br


Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

GT será formado por representantes do próprio BC, por associações de Internet como Abranet e Câmara-e.net, Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs).

Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

The Green Hub realiza o Cannabis Thinking, para fomentar o desenvolvimento de projetos criativos. Em março, acontecerá o Demo Day.

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Autoridade Monetária selecionou a fornecedora brasileira para comprar 22 HSMs, voltados à segurança das transações por R$ 1,350 milhão. Todo o software usado é desenvolvido no Brasil. Nova infraestrutura pode ser a pá de cal nos cartões de débito, TEDs e DOCs.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G