Home - Convergência Digital

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 31/07/2019

A Microsoft anunciou nesta terça-feira, 30/07, o IoT Signals, uma nova pesquisa elaborada para fornecer uma visão global do cenário da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). A empresa pesquisou mais de 3.000 tomadores de decisões de IoT em organizações empresariais para dar ao setor uma visão holística e de mercado do ecossistema de IoT, incluindo taxas de adoção, tendências de tecnologias relacionadas, desafios e benefícios da IoT.

O relatório indica que a adoção de IoT está crescendo rapidamente, e os entrevistados acreditam que 30% da receita de sua empresa daqui a dois anos virá graças à IoT. No entanto, o setor enfrenta uma lacuna significativa de habilidades em IoT, além de desafios de complexidade e segurança que podem comprometer os benefícios de negócios se não forem abordados.

“A IoT está transformando empresas em todos os setores e impulsionando inovações revolucionárias”, disse Sam George, diretor de Azure IoT. “Nossa pesquisa mostra que liberar todo o potencial da IoT exige que o setor lide com os principais desafios, como escassez de habilidades, preocupações com segurança e complexidade da solução", acrescenta o eexecutivo.

Principais conclusões do levantamento IoT Signals:

85% dos entrevistados estão em processo de adoção de IoT e três quartos deles têm projetos de IoT no planejamento.
Entre os que adotam a IoT, 88% acreditam que a IoT é fundamental para o sucesso do negócio.
Os que já adotaram IoT acreditam que verão um retorno do investimento (ROI) de 30%, incluindo economias e eficiência, daqui a dois anos.
Quase todos os que adotam IoT (97%) têm preocupações de segurança ao implementá-la, mas isso não impede a adoção.
38% dos que adotaram a IoT citam a complexidade e os desafios técnicos de usar a tecnologia como uma barreira para promover sua adoção.
A falta de talentos e treinamento apresenta desafios para metade dos que adotaram a IoT, e 47% dizem que não há profissionais qualificados suficientes disponíveis.
Os entrevistados acreditam que os mobilizadores fundamentais de tecnologia para o sucesso da IoT nos próximos dois anos são Inteligência Artificial, computação de fronteira e 5G.
Quase um terço dos projetos (30%) falha na fase de prova de conceito, geralmente porque a implementação é cara ou os benefícios finais não são claros.

A proliferação de dispositivos de IoT permite que as empresas levem a inteligência da nuvem à fronteira, para criar soluções que sejam adaptáveis e responsivas a seus ambientes. “De acordo com os estudos Global DataSphere IoT Devices e Data Forecast, o IDC espera que haja 41,6 bilhões de dispositivos de IoT conectados até 2025, crescendo a uma taxa de 8,9% durante o período da previsão”, disse Carrie MacGillivray, vice-presidente de grupo de IoT, 5G e Mobilidade no IDC.

“À medida que o mercado amadurece, a IoT se torna cada vez mais o tecido que permite a troca de informações de ‘coisas’ para pessoas e processos. Os dados tornam-se o denominador comum – à medida que são capturados, processados e usados a partir das fronteiras mais próximas e mais distantes da rede para criar valor para indústrias, governos e a vida dos indivíduos", completou o executivo.
 









Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/02/2020
Conexão das coisas será quase a metade dos acessos à Internet no Brasil em 2023

14/02/2020
É urgente fazer software inteligentes para avançar Internet das Coisas no Brasil

10/02/2020
Bosch usa o Tinbot, robô brasileiro, para ampliar negócios em IoT

31/01/2020
Financiamento para IoT no BNDES recebe propostas até o dia 07

22/01/2020
Vivo chega a 10 milhões de dispositivos conectados à IoT

16/01/2020
Rede de IoT da American Tower atinge 220 cidades

07/01/2020
O carro será uma Internet das Coisas

18/12/2019
Fazendas da Atto Sementes contratam 4G e IoT da Vivo

18/12/2019
Qualcomm e BNDES lançam fundo para IoT já aderente à nova Lei de Informática

13/12/2019
TIM fecha acordo global com Nokia por IoT corporativa

Destaques
Destaques

Governo do Brasil ainda avalia restringir Huawei na implantação do 5G

MCTIC estuda a publicação de um novo Decreto, ou em forma de Portaria, com normas para cibersegurança específicas para o setor de telecomunicações. A estratégia Nacional de Segurança Cibernética, recém-lançada pelo Governo, tratou - de forma genérica- o tema 5G.

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site