Home - Convergência Digital

Roubo de hackers é preocupação nº1 dos usuários das carteiras móveis

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 21/02/2017

Uma pesquisa global revela que o uso das carteiras móveis cresceu no Brasil e chegou a 36% da população que tem celular. Em 2014, esse número era de 19%. Mas há questões a serem tratadas. Isso porque para 32% dos entrevistados a preocupação número um é com o roubo dos dados pelos hackers, seguido por preenchimento de formulários com número de cartão de crédito ou número da conta (20%) e compras online (14%).

No Brasil, 86% dos entrevistados disseram ainda que depois de vivenciar fraude ou violação de dados parariam de comprar com o comerciante que teve o problema de fraude. No mundo, esse índice está em 65% dos consumidores. Os números fazem parte da pesquisa "Global Consumer Survey: Consumer Trust and Security Perceptions" (Pesquisa Global de Consumidores: Confiança do Consumidor e Percepção de Segurança, em tradução livre),  realizado pela ACI Worldwide e Aite Group e que entrevistou mais de 6 mil consumidores de 20 países, incluindo o Brasil.

De acordo com o levantamento, as pessoas de todo o mundo estão mais preocupadas com a segurança de suas informações financeiras e de pagamento presentes em computadores, do que com os dados guardados em uma mobile wallet. O estudo revelou, também, que apenas 43% das pessoas confiam na capacidade das empresas de proteger essas informações. Além disso, mais de 80% das pessoas em todo o mundo acreditam que seus dados estão seguros nas mobile wallets.

À medida que os pagamentos mudam para os celulares e a fraude via dispositivos móveis continua a aumentar, os consumidores devem ficar atentos à proteção de seus telefones móveis. Por todo o mundo, clientes têm se adaptado aos avanços da tecnologia, incluindo o crescimento das mobile wallets e a migração para compras online – o que impacta suas percepções com relação a segurança dos dados de pagamento.

Segurança de dados

Globalmente, os consumidores não confiam totalmente na habilidade das empresas de guardar seus dados financeiros e de pagamento. Apenas nos Estados unidos (54%), Índia (60%) e Tailândia (51%) mais da metade dos compradores confiam que suas informações estão protegidas. No Brasil, 47% dos consumidores confiam nas empresas para proteger dados. Mundialmente, 43% dos entrevistados se sentem da mesma forma.

"No Brasil, 34% das pessoas confiam na segurança da mobile wallet, mais que os 21% alcançados em 2014. Esse dado reforça que os consumidores tendem a adotar e confiar cada vez mais nas plataformas digitais. Ao mesmo tempo, traz um desafio para os negócios, pois as fraudes também vão migrar para o online. Bancos, lojas e outras instituições financeiras devem ficar alertas e investir em segurança e na educação do cliente, para que nós possamos trabalhar juntos na prevenção de fraudes", diz Cleber Martins, diretor global de Solução de Pagamentos de Risco da ACI Worldwide.

A adoção da mobile wallet é mais forte em regiões onde as opções de pagamentos eletrônicos são menos maduras, como na Índia (56%), Tailândia (51%) e México (38%), se comparadas à mercados de cartões mais maduros como nos Estados Unidos (17%) e no Canadá (14%). No Brasil, a adoção da mobile wallet está em torno dos 36%. Em 2014, era de 19%. Parte disso é porque o número de telefones fixo caiu nos últimos anos, então os telefones celulares permitiram que os consumidores superassem os gaps na infraestrutura de comunicação e pagamentos. Para receber uma cópia do estudo, acesse https://www.aciworldwide.com/fraud-survey

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/05/2019
Itaú dispensa 'maquininha' e lança carteira digital para pagar e receber pelo celular

31/01/2019
Mais de 2000 postos da Shell passam a aceitar pagamento via app do Mercado Pago

31/08/2018
Brasileiros querem usar o WhatsApp para pagar contas

28/08/2018
Celulares e redes sociais turbinam transferências de dinheiro no mundo

26/06/2018
Samsung entra na briga contra PayPal, PagSeguro e Mercado Pago no Brasil

04/04/2018
Depois da Google, Apple traz ao Brasil serviço de carteira eletrônica

06/03/2018
Brasileiros trocam navegadores por apps na compra pelo smartphone

12/12/2017
Santander, Mastercard e Dafiti unem pagamento móvel ao reconhecimento facial

04/04/2017
Whatsapp vai testar uso do app para pagamentos digitais

31/03/2017
Pagamento móvel: Apple vence round contra bancos

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site